Já recebi várias vezes este email, e resolvi publicá-lo esclarecendo que não sei quem é o autor, mas seu conteúdo merece ser analisado à luz da boa doutrina e bom senso cristão, coisa não muito fácil de ser achada hoje em dia, separados ou em conjunto.

O avesso do avesso, visto de dentro para fora, ou vice-versa.

Optei por postar na íntegra para possibilitar uma análise mais completa, bem como evitar omitir algum detalhe importante, então é melhor ir logo avisando: o post é longo.  =o)

De fato, li e reli o email, e fiquei preocupado com as implicações disso, e cheguei a ler ,também, uma crítica em um blog evangélico ao email, ponderando sobre alguns fatores literários (figuras de linguagem), como a ironia, que deveriam ser pesados por quem ouve a música.

Após refletir sobre o assunto, decidi me posicionar de forma moderada, nem com a mesma contundência do texto do email, nem com a mesma condescendência da crítica do autor do blog ao email (que você pode ler aqui), e o que penso é o seguinte:

Concordo com o autor do blog Cristianismo Pensante quando ele diz que devemos ter senso crítico e maturidade para enxergar licenças poéticas, como “ironias”, que ele defende que foi usado na música. Digo que concordo que essa abordagem é adequada, mas discordo que essa deve ser a a regra padrão para todas as ocasiões. Deve ser considerada, sim, mas não como escape para descartar toda suspeita de manipulação e/ou doutrinação maligna.

Estou mais inclinado, é verdade, em considerar o alerta do email como verídico do que como uma paranóia, mas pode ser que haja algum excesso, isso é possível. Precisamos ter maturidade para saber discernir onde devemos cortar os excessos e onde devemos procurar elementos estranhos.

Não podemos incorrer nos 2 erros básicos: achar que tudo é do diabo, mesmo que tenha o focinho dele no meio, ou quem sabe, o rabo; ou achar que tudo é normal, e há apenas “coincidências” inocentes. Neste caso específico da denúncia do email, devemos ter o seguinte em mente:

  1. o simples fato de você ouvir a música não vai te trazer maldição em casa, porque, para a maldição se instalar é necessário haver uma causa. A música pode vir a despertar uma possível causa para atrair algo mais “sulfuroso”, digamos assim, mas ela, de per si, não detém esse poder;
  2. nem todos têm a mesma maturidade que nós, para enxergarmos as coisas com os filtros adequados, e podem ser muito mais influenciáveis do que imaginamos, e uma música dessa natureza pode ser o “start” que faltava para iniciar a combustão que seguirá seu ritmo frenético, até se apagar no lago de fogo e enxofre.

Além disso, tem-se que levar em conta o [péssimo] histórico e reputação da Rede Globo, não apenas na promoção de espiritismo, homossexualismo, promiscuidade desenfreada e, não raras vezes, a tentativa, nem sempre velada, de colar nos evangélicos a imagem de intolerantes, desmiolados, intelectualmente desfavorecidos (retardados) e com falta de visão antropológica (tapados).

Vindo da Rede Globo, nós que temos a mente de Cristo, devemos estar atentos às investidas sutis que vêm, muitas vezes, travestidas de coisas insignificantes e irrelevantes. Minha opinião pessoal sobre a música? Eu NÃO quero o inferno, eu quero o CÉU, e é pra lá que eu vou, pelo sangue de Jesus, derramado na cruz, em meu favor. Eu NÃO quero cela de prisão, pois, em Cristo, sou livre, e foi para a liberdade que Ele me libertou. Eu tenho FUTURO, e um futuro glorioso, com Cristo, no céu.

Segue email na íntegra, e o nome da música é “Do Avesso”, dos Titãs.

Boa tarde
Gostaria que lessem com carinho este texto:

Mateus 24:
6 E, certamente, ouvireis falar de guerras e rumores de guerras; vede, não vos assusteis, porque é necessário assim acontecer, mas ainda não é o fim.
7 Porquanto se levantará nação contra nação, reino contra reino, e haverá fomes e terremotos em vários lugares; (até no Brasil estamos tendo terremotos)
8 porém tudo isto é o princípio das dores.
10 Nesse tempo, muitos hão de se escandalizar, trair e odiar uns aos outros; (isso é comum em nossos dias)
11 levantar-se-ão muitos falsos profetas e enganarão a muitos.
21 porque nesse tempo haverá grande tribulação, como desde o princípio do mundo até agora não tem havido e nem haverá jamais.
33 Assim também vós: quando virdes todas estas coisas, sabei que está próximo, às portas.
34 Em verdade vos digo que não passará esta geração sem que tudo isto aconteça. (Não passará a geração dos que vêem essas coisas)
37 Pois assim como foi nos dias de Noé, também será a vinda do Filho do Homem (A segunda vinda de Jesus).
38 Porquanto, assim como nos dias anteriores ao dilúvio comiam e bebiam, casavam e davam-se em casamento, até ao dia em que Noé entrou na arca,
39 e não o perceberam, senão quando veio o dilúvio e os levou a todos, assim será também a vinda do Filho do Homem. (E Noé ainda avisou a todos. Mas eles não creram)

Recebi este e-mail e gostaria de compartilhar:

Dias atrás eu conversava com minha esposa sobre a programação da Rede Globo, do padrão de qualidade, da audiência, do investimento gigantesco em publicidade e das inúmeras repetidoras espalhadas no Brasil e no mundo.

Acontece que a Globo, com todo esse poder de penetração na sociedade e dentro de nossas casas, vem introduzindo, silenciosamente, uma cultura de libertinagem, traição, adultério e rompimento com a célula familiar de forma sutil.

Com o advento do BBB10 a Globo conseguiu o que ela vinha tentando há muito tempo, o beijo gay ao vivo. Em duas cenas do BBB 10 aconteceram dois beijos Gay e quando um deles foi “líder” a produção do programa teve o cuidado de colocar sobre uma estante a foto do beijo, com isso a Globo faz com que seus fiéis telespectadores vejam o beijo gay como algo comum e engraçado, ou seja, aceitável.
Agora, nas novelas globais o beijo gay vai acontecer, induzindo esse comportamento aos jovens e adolescentes, induzindo legisladores a criarem leis que abonem tal comportamento.

No mesmo BBB 10 uma das participantes declarou-se lésbica e com essa declaração todas as demais mulheres do programa se aproximaram dela sendo protagonizado o selinho lésbico no programa e todos os demais a apoiaram sob o manto sagrado do não preconceito.

Na novela Viver a Vida o tema principal mostrado de forma engraçada e aceitável é a da traição e do adultério.
A Globo leva ao telespectador ao absurdo de torcer para que um irmão traia o outro ficando com sua namorada.
A traição nessa novela é a mola mestra da máquina, todos os personagens se traem, e isso é mostrado de forma comum, simples, corriqueiro.

Mas talvez, a investida mais evidente e absurda esta na novela das 6h, Cama de Gato.
A Globo superou todos os limites nessa novela ao colocar como tema uma música do grupo Titãs.
Na música, nenhuma linha de sua letra se consegue tirar algo de poético, de aconselhável pra vida ou de apoio.
A letra da música faz menção discarada do Inimigo de nossas almas que deseja entrar em nossa casa (coração) e destruir tudo, tirarem tudo do lugar (destruir a célula familiar e nossa fé).

A música chega ao absurdo de dizer que devemos voltar à mesma prisão, a mesma vida de morte que vivíamos.

Amados amigos, fica o alerta, às vezes nem nos damos conta do real propósito de uma novela, de um programa, de uma música, e como Jesus esta às portas, as coisas do mal estão cada vez mais evidentes e claras. Até os incrédulos estão percebendo que algo esta errado.

Aproveito para trazer ao conhecimento a letra dessa música, cuidadosamente escolhida pela Globo para servir de tema da dita novela; música de abertura da novela.

Vamos deixar que entrem Que invadam o seu lar
Pedir que quebrem Que acabem com seu bem-estar
Vamos pedir que quebrem O que eu construi pra mim
Que joguem lixo Que destruam o meu jardim

Eu quero o mesmo inferno A mesma cela de prisão – a falta de futuro
Eu quero a mesma humilhação – a falta de futuro

Vamos deixar que entrem Que invadam o meu quintal
Que sujem a casa E rasguem as roupas no varal
Vamos pedir que quebrem Sua sala de jantar
Que quebrem os móveis E queimem tudo o que restar

Eu quero o mesmo inferno A mesma cela de prisão – a falta de futuro
Eu quero a mesma humilhação – a falta de futuro

Eu quero o mesmo inferno A mesma cela de prisão – a falta de futuro O mesmo desespero

Vamos deixar que entrem Como uma interrogação
Até os inocentes Aqui já não tem perdão
Vamos pedir que quebrem Destruir qualquer certeza
Até o que é mesmo belo Aqui já não tem beleza

Vamos deixar que entrem E fiquem com o que você tem
Até o que é de todos Já não é de ninguém
Pedir que quebrem Mendigar pelas esquinas
Até o que é novo Já esta em ruinas

Vamos deixar que entrem Nada é como você pensa
Pedir que sentem Aos que entraram sem licença
Pedir que quebrem Que derrubem o meu muro
Atrás de tantas cercas Quem é que pode estar seguro?

Eu quero o mesmo inferno A mesma cela de prisão – a falta de futuro
Eu quero a mesma humilhação – a falta de futuro

Eu quero o mesmo inferno A mesma cela de prisão – a falta de futuro O mesmo desespero

Imaginem tudo isso entrando em sua casa… Isso tudo é uma maldição.

Quando você liga sua televisão, você abre uma janela para entrar em sua casa coisas boas ou ruins – isso é uma questão de escolha.

Imaginem nossas crianças cantando isso? Trazendo isso pra dentro do coração e da alma dela? Imaginem você cantando isso?

Tente imaginar de onde o compositor dessa pérola tirou inspiração para compôr tamanha afronta? Com certeza não foi uma inspiração Divina!

A palavra de Deus é clara quando diz; quem esta de pé, veja que não caia. e ainda: examinai todas as coisas, retende o que é bom.

Jesus esta à porta, e você o que tens preparado para quem será?

Romanos 10:9
Se, com a tua boca, confessares Jesus como Senhor e, em teu coração, creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo.

 

Que tal receber um aviso quando sair algo novo e interessante no blog?

Cadastre seu email e receba artigos que vão abençoar seu dia!