Existe cura para a ansiedade?

 

roendo as unhas...

 

Do Grupo Regional.

Ansiedade & Preocupação

A ansiedade é uma sensação de receio, preocupação e de apreensão, decorrente da excessiva excitação do Sistema Nervoso Central, sem causa evidente. Ela é parente próximo do medo (muitas vezes onde a diferenciação não é possível), é distinguida dele pelo fato de o medo ter um fator desencadeante real e palpável, enquanto na ansiedade o fator de estimulo teria características mais subjetivas. Concluindo: Aos olhos de Deus é um pecado!

“A seguir, dirigiu-se Jesus a seus discípulos, dizendo: Por isso, eu vos advirto: não andeis ansiosos pela vossa vida, quanto ao que haveis de comer, nem pelo vosso corpo, quanto ao que haveis de vestir. Porque a vida é mais do que o alimento, e o corpo, mais do que as vestes.” Lc 12.22,23 (Veja também: Lc 12.11,12,25,26; 1Co 7.32; Fp 4.6; 1Pe 5.7)

No texto de Lucas, encontramos o Senhor Jesus chamando a atenção dos discípulos para a necessidade de uma vida isenta de preocupações, mostra-lhes ainda, que a excessiva ansiedade não produz nenhum fruto proveitoso na edificação espiritual, pelo contrário, manifesta-se como resultado de uma vida desprovida de fé na providência divina.

Nos dias contemporâneos o quadro não é muito diferente. A ansiedade tem entrado nos corações com muita força, roubando o lugar reservado ao Espírito Santo de Deus; as causas são as mais diversas, entre elas:

1- Dificuldade financeira (geralmente provenientes de negócios e ações realizadas por impulso, sem a devida analise de rendimentos. É muito fácil comprar, são os crediários, cartões, etc. Mas, são compromissos que vencem e precisam ser honrados.);

2- Situação Profissional (Emprego no Brasil é extremamente difícil);

3- Família (Educação de filhos, problemas conjugais, etc.);

4- Espiritual (É comum encontrarmos irmãos ansiosos por verem as promessas de Deus cumprir-se em suas vidas);  etc.

O mandamento de Deus para nossas vidas em relação à ansiedade / preocupação é extremamente claro, Ele proíbe que seus filhos abram seus corações para tais frutos da carne, que são portas abertas para a ação do inimigo.

“Por isso eu digo a vocês: não se preocupem com a comida e com a bebida que precisam para viver nem com a roupa que precisam para se vestir. Afinal, será que a vida não é mais importante do que a comida? E será que o corpo não é mais importante do que as roupas? Vejam os passarinhos que voam pelo céu: eles não semeiam, não colhem, nem guardam comida em depósitos. No entanto, o Pai de vocês, que está no céu, dá de comer a eles. Será que vocês não valem muito mais do que os passarinhos?  E nenhum de vocês pode encompridar a sua vida, por mais que se preocupe com isso”. Mt 6.25-27

O servo deve cultivar em seu coração a fé e a perseverança em Deus, confiando na Sua bondade e amor; jamais somos desamparados! Seja qual for à situação, por mais séria que possa mostrar-se, a confiança deve ser inabalável nEle. (“Por acaso faltou a vocês alguma coisa quando eu os enviei sem bolsa, sem sacola e sem sandálias? —Não faltou nada! —responderam eles.” Lc 22.35) Afinal, quando aceitamos o Eterno como Salvador, entregamos a nossa vida integralmente, isto significa que abrimos mãos da vontade própria, submetemo-nos aos seus desígnios, em conseqüência, somos agraciados por sua promessas (“Contentai-vos com as coisas que tendes; porque ele tem dito: De maneira alguma te deixarei, nunca jamais te abandonarei.” Hb 13.5).

A ansiedade sempre nascerá nos corações dos santos, mas, não podemos deixá-la frutificar. (“Bendito o homem que confia no SENHOR e cuja esperança é o SENHOR. Porque ele é como a árvore plantada junto às águas, que estende as suas raízes para o ribeiro e não receia quando vem o calor, mas a sua folha fica verde; e, no ano de sequidão, não se perturba, nem deixa de dar fruto”. Jr 17.7,8) Esta é a descrição de uma vida cheia do Espírito Santo e amparada pelo Pai. Quando a ansiedade frutifica, ela destrói a fé, a comunhão é abalada e abre espaço para o desespero. Ao primeiro sintoma de sua presença, devemos lançar-nos aos pés de Cristo, depositando sobre Ele os fardos pesados. (“Entregue os seus problemas ao SENHOR, e ele o ajudará; ele nunca deixa que fracasse a pessoa que lhe obedece.” Sl 55.22; “Portanto, sejam humildes debaixo da poderosa mão de Deus para que ele os honre no tempo certo. Entreguem todas as suas preocupações a Deus, pois ele cuida de vocês.” 1Pe 5.7,8).

Uma vida tomada por ansiedades e preocupações é inútil à Obra do Senhor. O principio de nosso compromisso é a confiança, se não há confiança (fé) é impossível agradar a Deus (“Sem fé é impossível agradar a Deus…” Hb 11:6) e conseqüentemente, sermos instrumentos úteis em Suas mãos. Amados, não permitam que o diabo vós engane, fechando vossos olhos para a grandiosidade da misericórdia de Deus, mostrando-lhe uma realidade desprovida da graça de Deus.

Tens problemas? Dificuldades? Provações? Falta-lhes alguma coisa? Olhe para o Senhor! Clame, busque, pague o preço de uma vida santa, reta e justa. Seja íntimo de Deus!

(”Não andeis ansiosos de coisa alguma; em tudo, porém, sejam conhecidas, diante de Deus, as vossas petições, pela oração e pela súplica, com ações de graças.” Fp 4.6)

“Deus está no Trono, Nós estamos aos Seus pés, entre nós e Ele apenas a distância de um joelho”- Jim Elliot

Desafiando Limites.

 

Que tal receber um aviso quando sair algo novo e interessante no blog?

Cadastre seu email e receba artigos que vão abençoar seu dia!

Wallace

Just another little servant of the Lord Jesus Christ. Apenas mais um pequeno servo do Senhor Jesus Cristo. Editor do blog Desafiando Limites (http://wallysou.com). Crítico do cristianismo evangélico da prosperidade e pensador cristão amador.

Website: http://wallysou.com/

Faça seu comentário e enriqueça o post!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *