perspectiva

voltando no tempo...

Retrospectiva 2011 – Blog Desafiando Limites

Caros leitores do blog Desafiando Limites, encerramos mais um ano de nossas vidas. É comum, quase um lugar-comum até, fazer uma retrospectiva do ano que se passou e tentar avaliar acertos e equívocos, avanços e recuos de nossa vida. É algo muito válido, principalmente se levarmos em conta que podemos tomar atitudes diferentes e melhores do que as passadas e, de fato, mudar de vida.

E, para nos auxiliar nesse processo, vamos ver os números que podem nos ajudar a entender melhor a situação. Nas relações abaixo vocês podem identificar o porquê de eu sempre pedir para avaliarem e/ou comentarem nos posts que gostarem, para podermos radiografar o que vocês pensam sobre o que escrevemos. #medo

Agora, pedimos também que cliquem no +1, para que nossos posts sejam melhor indexados nas pesquisas do Google. Se você gostar de um post e quer achá-lo ou recomendá-lo mais facilmente, dar +1 nele vai ser útil, tanto para você como para mim (risos). Vamos aos números:

Retrospectiva dos posts mais acessados no blog:

  1. A Páscoa verdadeira não tem ovo  17183 view(s)
  2. Maverick nunca mais…  11610 view(s)
  3. Vou desistir! Não aguento mais…  5558 view(s)
  4. Essa cruz eu vou levar  4336 view(s)
  5. Lições à beira do tanque de Betesda  3647 view(s)
  6. A importância da oração na vida do crente – Lição 6 EBD  3373 view(s)
  7. Crentes vegetais  2804 view(s)
  8. Existe algum segredo para se fazer a escolha certa?  2424 view(s)
  9. Inquiete-se: participe da pesquisa para presidente  2359 view(s)
  10. Contando as derrotas que me fazem subir cada vez mais alto  2308 view(s)

O post sobre a páscoa bombou na época… da páscoa (rá!), um ano depois de lançado. A surpresa é a presença do post sobre escolhas, mais recente e já fazendo sombra aos mais antigos.

Posts mais comentados:

  1. Pr. Paschoal Piragine Jr e as eleições (346 comments)
  2. Seriam compatíveis o Cristianismo e o Espiritismo? (117 comments)
  3. Deixando o passado para trás (71 comments)
  4. Nosso Lar ou Nosso Engano? (55 comments)
  5. Inquiete-se: participe da pesquisa para presidente (43 comments)
  6. Tenha cuidado ao regar seus sonhos (42 comments)
  7. Vou desistir! Não aguento mais… (42 comments)

Aqui há uma mistura interessante entre os posts mais polêmicos (por abordarem assuntos ou temas polêmicos) e os posts motivacionais. O post sobre deixar o passado para trás recebeu elogios até de um psicólogo, que o repostou em seu blog, o que se constituiu em uma grande honra para mim.

Posts mais votados

  1. Lições à beira do tanque de Betesda (68)
  2. Tenha cuidado ao regar seus sonhos (64)
  3. Contando as derrotas que me fazem subir cada vez mais alto (50)
  4. 9 razões para persistir quando as coisas insistem em dar errado (46)
  5. Vou desistir! Não aguento mais… (41)
  6. Projetando novas conquistas para uma nova vida (22)
  7. Deixando o passado para trás (21)

Pela primeira vez, o post sobre o cuidado com sonhos teve sua liderança ameaçada e post perdido. Lições à beira do tanque é um post com dose para levantar elefante deprimido, embora tenha sido escrito numa linguagem meio crentês, é acessível a qualquer público, mas fala principalmente aos corações feridos e desanimados em esperar certas coisas acontecerem e acharem que somente um milagre pode mudar suas vidas. Gostei muito de tê-lo escrito.

Quando eu vejo esses números frios, que pouco dizem sem a devida tortura estatística (dizem que estatística é a arte de torturar os números até que eles digam o que você quer ouvir… risos), eu posso pensar que, estes quase 2 anos de blog não foram em vão. Nós publicamos um diversificado conteúdo envolvendo motivação, reflexão, crônicas bem-humoradas (são os leitores que dizem, não eu! risos), análises do cotidiano e dicas para concursos (grátis), mas sempre tendo como pano de fundo a ética e moral judaico-cristã (ou seja, bíblica).

Quando olho para esses números, sabe o que eu me pergunto, além de qualquer outra coisa? Valeu a pena? Valeu a pena algumas noites de sono perdidas, horas de lazer investidas na escrita de posts gigantescos e pesquisas infindáveis, de abrir mão de possíveis upgrades profissionais e mesmo ser tachado de “bitolado no mundo virtual” ou alheio à vida real?

Essa, sinceramente, é uma pergunta que não sou capaz de responder de imediato. Em 2011 eu vi algumas coisas que eu prezava e esperava acontecer me trazerem grandes frustrações. Não foram poucas as vezes em que atribuí a perda de oportunidades à dedicação ao blog, e essa avaliação é verídica. Todavia, o blog me trouxe algumas alegrias que eu não alcançaria de outro modo.

No fim das contas, eu tanto perdi como ganhei, tanto sofri como me alegrei. Em alguns casos, estagnei, enquanto as pessoas passavam por mim, mas também cresci, só que de outro modo, mais pessoal, mais particular e íntimo. E, quer saber de uma coisa, meu amigo, isso nada mais é do que viver, com todas as suas nuances e cores, amores e temores, e com todos os seus perfumes e fedores também. Assim é a vida, e é assim que a vida é. Por quê? Não sei, só sei que é assim.

Todavia, quando me lembro de leitores que comentaram que aquele post ajudou a dar um novo rumo a sua vida, que ajudou a tomar uma decisão importante ou possibilitou a conquista de um sonho antigo que estava praticamente esquecido, eu penso que tais sacrifícios podem ter valido a pena… No começo, não foi fácil, mas acabei me acostumando: sei que esses sacrifícios não terão recompensa imediata e muito menos terrena. Talvez nem mesmo nesta vida eu receba algum tipo de compensação pelo trabalho que faço. E por que fazê-lo, então? Boa pergunta.

O que posso dizer é que me sinto realizado quando escrevo um artigo ou post que contribui para que os leitores possam ter uma vida melhor. Oou, sendo mais realista e sincero, pois sei o quanto sou falho e limitado, a terem um dia melhor. Se eles vierem aqui e derem uma boa risada (nem que seja de mim… dããã), derramarem aquela lágrima reprimida (snif…), deixarem um pouco da amargura e do stress cotidiano escorrer e não voltar mais (embora que eu saiba que isso não é comum e nem constante), eu me sinto recompensado. Dando vida aos outros eu me descubro vivendo a vida de forma mais intensa e rica. Estranho, né? Eu sei, eu sou esquisito mesmo.

Engraçado isso: existem pessoas que cobram rios de dinheiro para oferecer algo que, no fim das contas, não muda a vida de ninguém (só a conta bancária daqueles, claro), enquanto outros oferecem boas coisas de graça e não são valorizados, e não estou me referindo a mim. Vejam o caso do Be-a-Byte, um projeto de aulas gratuitas do mestre João Antonio, um dos “papas” de informática para concursos no Brasil. Ele oferece tanto e pede tão pouco: divulgar essa iniciativa para mais pessoas necessitadas, e seu trabalho é pouco valorizado. Essas contradições da vida me deixam perturbado…

Mas, se você ainda não conhece o Be-a-Byte, recomendo.

curso de informatica gratis

Visite!

Quando penso nessas coisas, fico triste ao ver como os valores estão invertidos nos dias de hoje. E as pessoas nem se dão conta disso, parecem anestesiadas… Paga-se um salário astronômico para um jogador ou técnico de futebol, uma imensidão de regalias para deputados, senadores e magistrados que legislam em causa própria (forante os ganhos de corrupção – vide o Lalau…), e para os professores, aqueles que realmente podem contribuir para um país melhor, mais justo e mais próspero, é reservada apenas a sobra da raspa do tacho. #revolta

Mas, ao pensar nessas coisas, eu vejo que preciso fazer algo para tentar mudar esse quadro, não posso deixar que a indignação se transforme em resignação comodista, e continuar me indignando sem fazer nada. Mas, o que posso fazer diante de um quadro tão deprimente? Publicar um blog cristão é uma dessas coisas que estão ao meu alcance, embora não me saiam de graça. Graça acham meus leitores das palhaçadas que faço e bobagens que escrevo… risos

Se eu olhar para trás e me perguntar: Wallace, valeu a pena, de verdade? Eu respondo: Valeu. Você vai continuar fazendo isso em 2012? Bem, eu sei que não faria falta alguma na blogosfera se eu parasse de escrever. Talvez exista alguém que desse graças a Deus se eu parasse (risos), mas só de ruim eu vou continuar enchendo o saco publicando minhas bobagens e rabugices na net! #prontofalei

Já falei muito do passado. E, para o futuro, algo novo? Espero que sim, e coisas boas.

Para 2012 faremos um sorteio de um livro (ou dois) da Wilma Rejane, do excelente blog A Tenda na Rocha, um livro novo do missionário Paulo Barbosa, do Ministério Para Refletir e quem sabe outro título a ser definido. Como o blog fará 2 aninhos no final de janeiro, o sorteio será no começo de fevereiro.

Falaremos mais disso num post que terá o título semelhante a Perspectivas 2012, com coisas e alvos que queremos atingir em 2012. Aguardem.

Esperamos tê-lo novamente por aqui em 2012… se o mundo não acabar né! risos

ps. 2011 foi de problemas de hospedagem no blog, que fez a audiência oscilar, mas vamos resolver isso em 2012. Também tivemos o blog hackeado por publicar as dicas para concurso gratuitamente. Foi um ano, digamos, singular

Se não gostar, reclame… fale mal, mas fale de mim!

=)

 

Que tal receber um aviso quando sair algo novo e interessante no blog?

Cadastre seu email e receba artigos que vão abençoar seu dia!