heaven-watcher

Rastreando o Céu

5 Boas Razões Para Ficar Ligado no Céu

Quer você se volte para a direita quer para a esquerda, uma voz atrás de você lhe dirá: “Este é o caminho; siga-o”.
Isaías 30:21

Uma das coisas ruins de começar a ser um blogueiro experiente é escrever o que dá na telha, independentemente se vai chamar a atenção do público, se vai repercutir ou se vai agradar. Não que antes disso eu não escrevesse o que me dava na telha, é que antes eu ainda não tinha tanta opinião formada sobre muita coisa, além de ter mais paciência para reprimir meus desejos mais primitivos, como diria aquele parlamentar ex-gorducho e fanfarrão.

Assim, de vez em quando eu me pego tentado a escrever algo sem pé nem cabeça, um verdadeiro post minhoca. Na maioria das vezes, consigo retomar a sanidade antes de publicar. Mas, aparentemente, desta vez meus dedos foram mais rápidos do que o cérebro (risos). Então, vou escrever logo o que penso antes que o manda-chuva volte e pegue as rédeas de novo. Oh não, ele voltou mais rápido do que eu esperava! Melhor salvar antes que ele delete… #fui

Ok, de volta ao comando, vamos a mais um post que vai revolucionar o mundo e deixar todas as pessoas felizes após acabarem de ler isso (dica: isso foi uma ironia, não leve a coisa tão a sério, ok?).

Quando falo em ficar ligado no Céu, quero fazer referência a um fato que se tornou corriqueiro para muitos, inclusive para mim: o uso do GPS. Aliás, você sabe o que é GPS? Se não sabe, vai ficar sabendo, clicando neste link da Wikipedia.

Sabe, morar em Brasília é bom, mas tem dessas coisas: você não sabe onde as coisas ficam, não sabe como chegar direito e, vez sim e outra também, acaba se perdendo no meio do caminho. Noves fora o fato de que, se perder um retorno, dá vontade de voltar pra casa antes de você achar outro bendito retorno. E ainda dizem que isso daqui foi projetado por especialistas em urbanismo e arquitetura! Avalie se não tivesse sido!

O uso do GPS já me livrou de várias situações em que, de outro modo, perderia muito tempo e combustível para achar a saída. E alguns modelos de GPS ainda têm a opção de voz e, praticamente a maioria desses, de voz feminina. Nesses modelos, GPS deve significar algo como “Gabriela Pereira da Silva”. E, vou te dizer, essa tal de Gabriela sabe das coisas, viu! Um casal amigo meu disse que a tal da “Gabriela” trouxe eles na porta de casa… que coisa, porque nem conheço essa moça pessoalmente.

Mas, vamos ao que interessa: o que podemos aprender com o GPS e quais são as boas razões para ficar ligado no Céu. Em resumo, o GPS nos auxilia a descobrir a direção e o caminho certo para chegar ao destino desejado. Mas, para isso, é preciso que ele obedeça a certas exigências, caso contrário, não servirá para nos guiar. Ficou curioso para saber que exigências são essas? Ótimo… risos

1. O GPS precisa estar conectado com o satélite no céu para funcionar

Assim que você liga o GPS, ela passa alguns segundos rastreando e sincrinizando com o satélite disponível, para poder identificar onde você está e indicar o caminho até o destino programado. Sem essa conexão, o GPS se torna mais um instrumento inútil em suas mãos. Em outras palavras, ele o deixará… na mão. O mesmo pode ser dito com relação ao cristão: ele precisa estar conectado com o Céu para saber onde está e para onde está indo. Se essa conexão cair, ele perde o rumo e fica sem saber para onde está indo. Em outras palavras, ele fica espiritualmente cego.

Neste exato momento, você está ligado no Céu ou perdido, sem rumo? Qua tal reestabelecer sua conexão celestial? Sim, é com você mesmo que estou falando. O Senhor o está chamando de volta ao Caminho, esse Caminho que você perdeu. Volte agora, pois Ele deseja guiá-lo de volta ao Lar.

2. O GPS precisa estar na área de cobertura do satélite para se conectar

Apesar de o satélite (na verdade, a rede de satélites) cobrir praticamente todo o céu e mapear toda a terra, existem algumas áreas de sombra, onde ele não fica disponível para conexão como, por exemplo, dentro de um túnel. Nessas áreas, que são chamadas de “sombras”, a conexão do GPS com o satélite é perdida e você fica no “escuro”. E na vida cristã, o que isso significa? Significa que quando você peca, entra na área de “sombra”, sai da cobertura divina e fica sem a proteção do alto. Entendeu, ou quer que eu desenhe?

Infelizmente, muitas pessoas vivem reclamando que Deus não fala com elas, mas são essas que insistem em viver nas trevas, longe da presença e da vista do Senhor, andando na escuridão, andando às apalpadelas e ainda culpam a Deus por seus tropeços! Ora, se quer ouvir a Deus, a primeira coisa a fazer é vir para a luz, sair das sombras e colocar-se em um lugar onde não haja impedimentos entre você e o Céu. Vir à luz nada mais é do que, espiritualmente falando, arrepender-se, confessar seus erros e tropeços e reconectar-se novamente com seu Guia celeste.

Você é um desses que precisa reconectar-se com o Senhor? Você perdeu a conexão celestial, após entrar em uma nuvem escura e terminou se perdendo do Caminho? É momento de sair das trevas e voltar à Luz, amado. Venha enquanto é tempo, e o sinal celestial está forte, esperando por você.

caminho-celeste

viu como fica fácil quando Ele mostra o caminho?

3. O GPS nos indica o caminho, mas cabe a nós seguirmos nessa direção

Quando estamos em uma região desconhecida, a primeira coisa que acontece é querer perguntar a alguém o caminho ou direção para chegar ao nosso destino. Pelo menos, comigo é assim. Eu já fui daqueles que querem achar sozinho o caminho, mas depois de quebrar a cara várias vezes e depois ter que perguntar a alguém da localidade, aprendi a lição: pergunto primeiro e questiono depois.

Por isso, posso dizer que a grande maioria das vezes em que precisei obter informação com alguém, essa veio de forma honesta e, muitas vezes, precisa. Claro, eu também não perguntava a qualquer um, mas a pessoas que aparentavam ter boa noção sobre o lugar. Eu mesmo também procuro informar bem, quando sei, às pessoas que me pedem auxílio, pois sei como é complicado estar em um lugar estranho e sem saber como sair dali.

Com o GPS é quase a mesma coisa: ele informa a realidade. Claro, às vezes a realidade está um pouco alterada, mas tudo bem, vale o desconto. Como da vez em que estava passando por uma cidade em Goiás, o GPS me pregou uma peça. Ok, ele também não sabe tudo… risos. Foi assim: ele me indicou o caminho e fui sem medo. Mas, estava rolando uma festa bem no meio do caminho e interditaram a rua. Mas, nada que um bom arrodeio não resolvesse. Noves fora isso, entrei e saí da cidade sem problemas.

Na vida cristã ocorre de forma semelhante: nós recebemos a indicação de onde e por onde seguir. Agora, se vamos seguir ou não essa indicação, essa responsabilidade cabe a nós. A vida cristã é assim: carece que tenhamos decisão para seguirmos o que nos é dito, atitude para colocar em prática essa decisão e superar as dificuldades e, sobretudo, permanecer no caminho certo apesar dos problemas que surgem à nossa frente.

E você, está seguindo as orientações de seu GPS espiritual ou tem tentado quebrar a cabeça e achar o caminho sozinho? Por que você simplesmente não anda no Caminho que Ele lhe mostra?

4. Precisamos obedecer à voz que nos diz qual direção e caminho devemos seguir

Os GPS mais modernos, perincipalmente os que vêm nos celulares, têm um tipo de voz associada, indicando o caminho a seguir. Mas, pensando bem, é o mínimo a se esperar de um aparelho destinado a ser usado enquanto se dirige, não é verdade? Afinal, dirigir em nossas #NOT belas estradas e rodovias tupiniquins já não é fácil tendo os dois olhos fixos à frente, que dirá ter que mover um deles de vez em quando para saber por onde ir? Convenhamos, é mais fácil colocar um olho no peixe e outro no gato do que colocar um olho na estrada e outro no GPS, concorda? Assim, essa voz indicando o caminho é, literalmente, uma “mão na roda”! Se você nunca fez uso de um GPS com viva voz, recomendo. É muito útil.

Mas, e a vida cristã? Existe uma voz que nos orienta no Caminho? Sim, existe. É a voz de Deus, e essa voz vem de várias formas, sendo a mais comum e certa a Palavra de Deus, que é a Bíblia Sagrada. Eu mesmo já perdi a conta das vezes em que o Senhor me respondeu por meio de Sua Palavra inspirada. Desde respostas específicas a perguntas cabulosas que fiz, até mesmo confirmação de mudança de cidade, e mais de uma vez! Houve uma vez, ainda novo convertido, quando eu estava no banho, aprontando-me para ir à igreja e que, enquanto me ensaboava, o Espírito de Deus me disse: “você vai receber uma oportunidade hoje, e lerá em João capítulo tal!” Nossa, aquilo foi demais! Cheguei na igreja certo de que iriam me dar uma oportunidade e… batata, deram mesmo. #marcou

Lembro, também, de outra vez, mas dessa a lembrança não é tão agradável. Eu trabalhava em um banco no período noturno, da época da compensação de cheques ainda, e chegava em casa por volta das 23h30, aproximadamente. Naquele dia, estavam todos acordados em casa por conta da transmissão de um evento que não me lembro bem qual era (acho que era uma luta de boxe). Minha mãe havia feito uma comida que eu gostava muito: carne cozida com batatinha, e havia deixado uma generosa porção para mim. Descasquei umas duas bananas maçãs e fui comer aquela delícia.

Mas, quando estava para me servir, e ia colocar quase tudo, uma voz em minha mente disse: “não coma, pois vai lhe fazer mal”. Quase tive um susto, pensei que era coisa da minha cabeça e dei de ombros, mas diminuí a quantidade que iria colocar, justificando a mim mesmo que não iria comer muito. E olha, estava uma delícia! Me esbaldei, comi igual que nem gente grande. E fui dormir lá pelas 1h e pouco. Acho que era sexta esse dia.

Mas (chegou no ponto que você esperava, acertei?), lá pelas 3 e tanto da matina, acordei com uma terrível dor no estômago e corri pro trono. E fiquei entronizado até às 5 e pouco, cochilando entre um espasmo e outro… pense na tribulação que foi! A única coisa que me lembro bem é que disse a mim mesmo que nunca (NUNCA) mais deixaria de dar atenção à voz de Deus, quando Ele falasse comigo!

Talvez esteja acontecendo o mesmo com você: Deus fala contigo e você não Lhe dá atenção, como diz em Jó:

Pois a verdade é que Deus fala, ora de um modo, ora de outro, mesmo que o homem não o perceba. Jó 33:14

Abra seus ouvidos para ouvir o que Deus está falando com você. E, mais importante: obedeça. Pode crer no que eu digo: negligenciar a voz de Deus traz muitas (MUITAS) dores desagradáveis e desnecessárias… digo a você: NÃO vale a pena MESMO. ¬¬

5. Se sairmos da rota, o GPS está pronto a refazer a rota e nos colocar de volta no caminho certo

Certo, ter um GPS é tudo muito bom, tudo muito bem, mas tem um porém: às vezes, a gente erra o caminho. Mesmo tendo a seta indicando por onde ir, onde virar, a distância até a esquina, etc. Sim, mesmo com tanto assessoramento, ainda nos perdemos. Parece até que somos pessoas perdidas que se perdem a todo instante, mesmo bem acompanhados. É como dizem: Senhor, segure minha mão, porque se for eu a segurar a Tua, posso largar. Pois é, é desse jeito…

Mas, o GPS, quando percebe que saímos da rota previamente traçada, sabe o que ele faz? Não, ele não cruza os braços e fica emburrado porque erramos o caminho. Não, senhor, ele simplesmente recalcula a rota e lhe mostra como achar o caminho mais fácil para que você retorne ao rumo e chegue ao seu destino. Simples assim. E não seria mesmo assim que Deus também age?

Ora, quando nos desviamos do Caminho e saímos do centro de Sua vontade, você acha que Ele simplesmente encolhe os ombros e diz “bem, eu disse pra ele ir por outro caminho, mas ele escolheu ir por esse, vai se arrebentar e o problema é dele“. Não, Deus não faz assim. Sabe o que Ele faz? Ele nos chama de volta, nos ensina a retornar ao rumo certo, ao encontro de Seus amorosos braços. É isso que Ele faz: Ele não desiste de você. Quando você erra, Ele vai atrás de você e fica te chamando até você voltar pra Ele.

placa-aviso-conversao

Sabendo disso, por que você não escolhe ouvir essa Voz sublime e amorosa e volta pro Caminho? Quem sabe não é hora de fazer uma conversão na próxima curva e pegar a estrada de volta pro Lar? Escute a voz do Senhor chamando você de volta, e retorne para os braços do Pai. Ele está a sua espera, de braços abertos. Pode crer.

Epílogo

Sabe, quando comecei a pensar neste post, não imaginava que o Senhor fosse me dirigir, guiar, como um bom GPS, para escrever no intuito de chamar os afastados do Caminho de volta à direção certa. E eu, como já aprendi a ouvir, entender e obedecer à voz de Deus (embora ainda não com perfeição…), deixei Deus me guiar nessa direção. Assim, você leitor afastado dos caminhos do Senhor, entenda que chegou até aqui porque Deus tem um plano em sua vida e está te chamando de volta ao aprisco. Você já ouviu Sua voz te chamando, agora cabe a você atender – ou não – esse chamado. Meu desejo é que você diga SIM, mas não posso decidir por você.

Apenas posso dizer que, quando Deus me chamou, eu disse SIM, embora tenha relutado bastante. E, não me arrependo nem um segundo de me ter rendido a essa voz tão meiga e amorosa. Que você também possa dizer sim à voz de Deus.

Não deixe de comentar se gostou, ok? Tá bom, se não gostou, pode comentar também… risos

:-P

 

Que tal receber um aviso quando sair algo novo e interessante no blog?

Cadastre seu email e receba artigos que vão abençoar seu dia!