5 Verdades Fundamentais Sobre a Vida Cristã

fruto-vide-uva-cacho

5 Verdades Fundamentais Sobre a Vida Cristã

Por Wallace Sousa, do blog Desafiando Limites.

Este post é baseado em uma rápida palavra que um irmão deu domingo, 03/03/2013, em minha igreja. Sua fala foi voltada à vida cristã e seus desdobramentos. Originalmente, ele falou de 4 coisas que ele via e aprendia com o texto de João 15.16, transcrito abaixo.

Vós não me escolhestes a mim mas eu vos escolhi(1) a vós, e vos designei(2), para que vades(3) e deis(4) frutos, e o vosso fruto permaneça(5), a fim de que tudo quanto pedirdes ao Pai em meu nome, ele vo-lo conceda. João 15:16 (GRIFOS ACRESCIDOS)

Obviamente, você vai perceber logo de início que me inspirei no que ele disse, mas adaptei e ampliei o que ele falou. Entrementes, sua palavra foi bastante feliz, em que pese ter sido bem reduzida em tempo, e resumida em palavras. Mas, vamos ao que interessa. E, de antemão, quero desculpar-me com os que estão acostumados a textos grandes, como é de costume aqui. Neste, tentarei fazer um grande texto, com poucas palavras. Desacostumado que estou a escrever pouco e dizer muito, a tarefa é difícil e o resultado preocupante.

Mas, você sempre terá a oportunidade de nos avaliar, certo? Então, mãos à obra ou – melhor dizendo – dedos ao teclado!

1. Quem é escolhido não tem escolha

Uma das coisas que mais fazemos questão de enfatizar é nosso direito de escolha. Escolhemos os programas e filmes que assistimos, as músicas que escutamos, os livros que lemos, as namoradas(os), nossos representantes, o modelo e cor do carro, o café que bebemos, o cardápio, itens da prateleira no mercado, etc. Mas, será que temos mesmo todo esse poder de escolha? E não somos constantemente limitados por nosso poder de compra e influenciados pelas campanhas de marketing? Desculpe desiludir você… o fato é que NÃO temos todo esse poder de escolha que pensamos ou arrogamos ter.

Mas, que motivos você teria para reclamar se for um escolhido de Deus? Nenhum! Ora, convenhamos: se não conhecemos bem o suficiente do passado, do presente e nem do futuro, não é de causar admiração que a maioria de nossas escolhas termine dando errado, certo? E se Deus conhece não só o passado, mas o presente E o futuro, não seria uma escolha inteligente deixar nas mãos dEle nossas escolhas? Que tal fazer uma tentativa e experimentar deixar que Deus faça suas escolhas e fazer a vontade dEle?

2. Deus tem um propósito em sua vida

Você sabia que uma das maiores queixas atuais, que lotam consultórios de terapia e gabinetes pastorais, é que a vida não faz sentido? Quer dizer, não é que a vida não faz sentido, mas que ela não faz sentido para essas pessoas! Para ser sincero, a vida às vezes – e mais vezes do que eu gostaria – não faz mesmo sentido… Mas, isso não quer dizer que minha vida também não faça sentido. Sim, confesso que muitas vezes fico confuso com o que acontece na minha vida, mas isso é mais um sinal de incapacidade em entender as coisas do que as coisas não fazerem sentido. Entendeu o que eu disse? Pois é… nem eu. Mas, é assim, só sei que é assim, e é assim que a vida é, bem confusa, às vezes. Ou eu que me confundo. Ah! Sei lá… risos

Agora, sério (ok, nem tanto, mas me dê uma chance, ok?). Falta de propósito realmente afunda o ânimo de qualquer um. Se seu trabalho não tem um propósito definido, é fácil desanimar achando que seu serviço é inútil ou carente de sentido. Mas, se existe uma frase bem batida que os crentes dizem e que os não crentes fazem questão de desprezar é esta: “Deus tem um propósito na sua vida”. E não tem? Claro que tem. Na minha vida, na sua, na dele, na daquele outro ali…

Cara, sério: quando bater aquele desânimo, lembre-se: minha vida tem sentido porque Deus tem um propósito nela. Deus tem um plano bem traçado para mim. E, quer saber, eu vou cumpri-lo.

3. A vida cristã deve ser dinâmica para fazer sentido

Eu já perdi a conta de quantas vezes ouvi aquela piada infame: não bebo, não fumo, não danço, não transo… morri! Ou então virou crente, né! Muita gente tem essa visão tediosa e entediante da vida cristã. Bem, não sei de onde eles tiraram essa idéia – minto, sei sim: dos quinto duzinferno – mas a vida cristã não tem nada de tediosa. Muito pelo contrário. E mais, tem coisas que não faço simplesmente porque a presença de Deus me supre.

Sim, existem pessoas para quem a vida cristã é chata e maçante. Mas, por que é assim? Ora, porque essas pessoas estão em desobediência à vontade divina. Observe: se Jesus disse para avançar (ir), quem fica parado está desobedecendo à ordem do Senhor. Pode pesquisar: quem mais reclama de tédio na vida cristã é quem mais desobedece a Deus. Todavia, se optarmos por obedecermos à voz de Deus, uma vida cheia de dinamismo, conquistas e senso de realização nos espera.

E aí, o que achou? Que tal mudar seu conceito sobre a vida cristã convencido pelos fatos?

4. Temos uma grande responsabilidade: darmos fruto

Como administrador, eu posso ratificar essa frase de Jesus atualizando-a para termos mais atuais: resultados. Você já parou para prestar atenção que, em tudo, você é cobrado por resultados? Na escola, você tem obrigação de tirar notas. No concurso, em ser aprovado. No trabalho, pontualidade, assiduidade e esforço (no mínimo). Até os pais da sua namorada lhe cobram que ela seja feliz!

E por que na vida cristã seria diferente? Na vida cristã também temos que mostrar serviço, ou seja, produzir frutos. Mas, não se deixe enganar: os frutos que o cristão deve produzir são eminentemente de caráter espiritual. E que frutos seriam esses? Frutos de boas obras e de transformação de vida (confira em Gálatas 5.22). Sim, meu caro: a vida cristã não é APENAS dinâmica, ela também é… exigente. O que mais você precisa para entender que ser cristão pode ser divertido e desafiador?

5. O fruto que agrada a Deus: o que permanece, não o que aparece

Nesse nosso mundo repleto de egos vaidosos, onde a aparência tem tomado cada vez mais o lugar da essência, somos lembrados de duas coisas de vital importância: aparência não é tudo e se não dura, não serve. E o que isso nos diz na vida real? Que ser cristão apenas de aparência ou que produz frutos passageiros não é ser um cristão de verdade. Fruto de verdade permanece.

Muitas vezes observo críticas de neo-ateus (ou à-toas) afirmando coisas non-sense tais como Hitler era cristão. Pelamor né… Hitler era tão cristão quanto uma vaca ou cavalo dormindo em uma garagem podem ser considerados veículos. Tudo bem que eles têm tração 4×4, mas as semelhanças param por aí. Cristão é quem dá demonstrações em seu viver em conformidade com o que a Palavra de Deus prescreve. Ateu não é referência para dizer quem é cristão. Pode até servir para dizer quem NÃO é, mas não é competente para chancelar quem é.

Em suma, um ateu pode até dizer que você é cristão sem ser, mas são os frutos de sua vida que vão dizer se você realmente é aquilo que diz ser. E como você vai provar isso? Pelos frutos. Aqueles lá de Gálatas 5.22.

Agora vem a pergunta que não quer calar:

Sua vida cristã reflete essas verdades? Se não, o que você deve fazer para se conformar a elas? Quer uma sugestão?

Obrigado por nos acompanhar até aqui. Não se esqueça, hein! Se gostar avalie (gostei, estrelas, curti, +1…) e compartilhe com seus amigos. E se não gostar? Bom, você pode xingar muito no twitter nos comentários, claro. Não vou aprovar nenhum mas, pelo menos você desestressa !

:mrgreen:

 

Que tal receber um aviso quando sair algo novo e interessante no blog?

Cadastre seu email e receba artigos que vão abençoar seu dia!

Wallace

Just another little servant of the Lord Jesus Christ. Apenas mais um pequeno servo do Senhor Jesus Cristo. Editor do blog Desafiando Limites (http://wallysou.com). Crítico do cristianismo evangélico da prosperidade e pensador cristão amador.

Website: http://wallysou.com/

Faça seu comentário e enriqueça o post!

3 Comentários

  1. Paz do Senhor, gostei de todo o post, comentarei só o tópico sobre a vida cristã ser monótona ou chata. Antes de aceitar a Cristo, minha vida era tediosa, chata, vazia e ao ver o domingo findar, eu procurava preencher o meu tempo com programas de televisão ou filmes e raramente dormia antes do amanhecer. Graças a Deus isso mudou e agora não há um só momento em minha vida que seja chato, pois os espaços "livres" que eu tinha foram totalmente preenchidos pela presença maravilhosa do Espírito Santo, e a amargura que eu sentia já não tem mais vez. Deus o abençoe.
    My recent post Instrumentos nas Mãos de Deus

    • De fato, quem acha que a vida cristã é monótona não sabe o que é vida cristã… Abs, Obg por comentar.

  2. Pingback: Dia da Mentira: uma data a ser celebrada e festejada? - Desafiando Limites e Vencendo Barreiras at Desafiando Limites e Vencendo Barreiras

Olá, agradecemos sua visita e seu comentário. Sua opinião enriquece a discussão e é importante para nós, obrigado!