approved

Dicas que valem ouro!

Testemunho de minha aprovação depois da prova

Por Wéllykem Marinho, para o blog Desafiando Limites!

Como é bom ter amigos!

Amigos nos ajudam de formas diferentes e espetaculares, mas também de forma simples e despretensiosa. Foi assim que o editor deste blog me ajudou a passar num concurso federal. Entenda como as coisas aconteceram.

Conheci o Wallace de forma inusitada. No túnel de entrada de um avião no aeroporto de Brasília. Ele me reconheceu por conta de uma postagem de outro amigo (Valmir Nascimento) que temos em comum – a quem devo gratidão por também abençoar minha vida –, sobre um evento que participaríamos em Campina Grande, PB.

Até aí é só uma história e nada mais! Você pode ler aqui meu depoimento sobre o evento[1]. Ao conviver com Wallace e mais alguns novos amigos – os quais conheci durante o evento –, senti que sairia dali enriquecido. Alguns contatos via rede social, trocas de emails, e de repente a amizade está consolidada.

Amigos de verdade são raros e valiosíssimos – por isso zele bem dos seus!

Em outubro de 2013 o Wallace lança um livro de motivação – “Vou desistir… Não aguento mais!” – e me envia um exemplar. Ao ler o livro pude entender que motivação é diferente de auto-ajuda. Nisso ele foi brilhante, veja aqui minha resenha do livro[2].

Para ir direto ao assunto, em fevereiro de 2014 foi aberto concurso para a CEF – Caixa Econômica Federal. Fiz a minha inscrição e comprei um pacote de aulas para estudar. Agendei umas férias no meu trabalho e me programei para estudar em tempo integral para o concurso.

Afastei-me temporariamente do cargo de professor da EBD numa congregação e pedi oração a todos, afim de que Deus me ajudasse a entender as matérias. Toda a igreja concordou com o pedido do pastor para que orassem por mim, para que eu desse o testemunho da aprovação no concurso.

Quem já passou por uma experiência assim sabe que não é fácil a vida de um concurseiro. É aí que o bicho pega. Por isso oração é sempre bem-vinda! Eu nunca tinha estudado assim para um concurso! Era o meu primeiro concurso sério! Não tinha noção de como as menores coisas são extremamente importantes – a banca, o modelo de avaliação, as matérias a estudar, os horários de estudos, como estudar, o desgaste físico, etc.

Quando tudo isso começou a aparecer não tive como evitar lembrar do livro de Wallace. Pois nele, li que almejando uma vaga num determinado concurso, meu amigo acordava às madrugadas e estudava na varanda de sua casa, em noites frias tão convidativas a ficar na cama.

Depois ia trabalhar e na volta pra casa, ao invés de relaxar e desfrutar do conforto de sua casa voltava aos livros. Seu objetivo não estava alcançado e por isso não poderia dar-se ao luxo de relaxar. Tive essa lembrança algumas vezes. Como não sou concurseiro, não tinha noção da carga que estava carregando. Nessas horas, lembrando de Wallace, vi que ele não tinha férias para ficar em casa e estudar com horários flexíveis como eu – afinal, eu estava em vantagem.

Não quero dizer que o Wallace tenha criado um manual de como passar em concursos, mas ele mostrou com sua história de vida, que Deus ajuda a quem se ajuda. Que é importante estudar, até porque o Espírito Santo nos fará lembrar do que temos aprendido[3].

Só posso aprender algo se primeiro me dispuser a ler, ouvir ou ver algo com atenção e interesse. No dia da prova eu estava com uma tranquilidade incomum. Mas sabia que tinha estudado e não me deixei abater pelo cansaço, pelas dores de cabeça, pela vontade de dormir mais um pouquinho – finalmente me sentia pronto!

Fiz a prova e achei relativamente fácil. Naquele momento eu sabia que era um mix de esforço e estudo de minha parte, mas 80 a 90% eram as orações de vários irmãos. Fiquei tão tranquilo que não quis nem esperar o tempo necessário para ficar com a prova. Muito menos quis conferir o gabarito quando este foi liberado.

Não fiz assim por arrogância ou falsa modéstia. Mas sabia que não poderia mudar as respostas da prova. E confiava nas orações (tanto minhas quanto dos irmãos em Cristo).

Há alguns dias saiu o resultado preliminar. O processo exige que se dê tempo para recursos e isso impede que o resultado seja oficial sem que estes recursos sejam julgados. Mas a contar com a experiência de alguns amigos concurseiros, raramente estes recursos mudam o resultado preliminar.

Sendo assim, minha nota foi a 4ª melhor da região que moro, e da minha cidade – especificamente – a 1ª. Para honra e glória do Senhor Jesus, que usou vários instrumentos para me ajudar a não desistir. Que me mostraram que no Senhor nossas forças são renovadas[4], e sempre podemos aguentar mais um pouquinho, como diz a bíblia: “um pouquinho mais e o que há de vir, virá e não tardará”![5]

Caso você esteja neste dilema saiba que em Cristo somos mais que vencedores[6], mas temos que vencer as nossas próprias batalhas[7]. Cristo nos garante a vitória[8], mas é preciso lutar, e ter amigos que possam ajudá-lo.

Jesus Cristo pode ser seu melhor amigo nessas horas. Confie nele, e estude.

Notas:

[1] Encontro Nacional de Blogueiros Evangélicos – Enblogue.

[2] Resenha do livro Vou Desistir! Não Aguento Mais…

[3] João 14.26

[4] Isaías 40.31

[5] Hebreus 10.37

[6] Romanos 8.37

[7] Romanos 8.28

[8] 1ª Coríntios 15.57

 

Que tal receber um aviso quando sair algo novo e interessante no blog?

Cadastre seu email e receba artigos que vão abençoar seu dia!