viagem-carro

23 de Dezembro – Uma longa viagem nos espera

A viagem é demasiado longa para ti. (1 Rs 19.7.)

E o que fez Deus com o servo cansado? Deu-lhe algo para comer e o pôs a dormir. Elias tinha feito uma excelente obra, e em seu entusiasmo havia corrido adiante do carro de Acabe.

Tudo isto fora demais para as suas forças físicas; a reação veio, e ele ficou deprimido.

O físico precisava ser atendido. Muitas pessoas estão precisando é de sono, e do atendimento de suas necessidades físicas. Há grandes homens e mulheres que têm chegado ao ponto em que Elias chegou — debaixo de um zimbro!

Vem mesmo adequada, a estes, a suave palavra do Senhor:

“A viagem é demasiado longa para ti”, e eu quero renovar-te. — Não confundamos cansaço físico com fraqueza espiritual.

Às vezes estamos desgastados física ou mental mente, e não temos forças para exercícios de fé e oração, embora o nosso espírito esteja orando e confiante.

“Estou tão cansado pra crer e pra orar…

Assim disse alguém cuja força faltava.

“Um só pensamento na mente me paira:

Poder largar tudo; parar, descansar.

“Você acha que Deus me perdoa, se eu for

Direto dormir, qual criança pequena,

Sem mesmo parar perguntando se posso,

Sem mesmo tentar crer e orar com fervor?”

 

“Se Deus o perdoa? Mas pense você:

No tempo em que a fala era estranha a seus lábios,

A mãe lhe negava repouso em seu colo?

Ou se recusava a embalar o bebê?

“Será que deixava o pequeno sofrer

Sem trato ou cuidado porque não pedia?

Será que exigia do infante um dever?

Ou, terna, velava-o enquanto dormia?

 

“Meu bem, pense um pouco: movida de amor

A mãe lhe entendia o suspiro mais leve!

Se, pois, o seu corpo se sente esgotado

E a mente, cansada, para orar com fervor,

“Então deixe tudo, e vá já descansar,

Tal como fazia quando era pequeno!

Seu Deus o conhece, e ama tanto a esse filho

Que está mui cansado pra crer e pra orar!

 

“A sua estrutura Ele sabe que é pó;

Que o seu coração ora, sim, e confia.

Oh, como Jesus demonstrou simpatia

A Seus escolhidos, quando Ele, tão só,

“Levou sobre Si todo o mal, toda a dor,

Deixando-os dormir por estarem tão tristes.

Você já se pôs aos cuidados do Mestre;

Vá, filho, direto dormir, sem temor!”

Adaptado

Este post faz parte de uma série de postagens devocionais que pretendo por em prática este ano, para abençoar meus leitores. Texto retirado de Mananciais no Deserto, de Lettie Cowman, Editora Betânia. Infelizmente, esgotado. Mas você pode ler uma versão online aqui, no GDrive.

Divulgação do blog Desafiando Limites.

Gostou? Avalie nas Estrelas, compartilhe no +1, Twitter, Facebook, etc ou deixe seu comentário. Obrigado!

 

Que tal receber um aviso quando sair algo novo e interessante no blog?

Cadastre seu email e receba artigos que vão abençoar seu dia!