26 de Dezembro – Espere um pouco, vou ali orar e já volto

Por que é importante orar?

26 de Dezembro – Espere um pouco, vou ali orar e já volto

Sentai-vos aqui, enquanto eu vou ali orar. (Mt 26.36.)

É uma experiência difícil ser conservado no fundo da cena numa hora de crise. No jardim do Getsêmani, oito dos onze discípulos foram deixados sem fazer nada. Jesus foi adiante orar; Pedro, Tiago e João foram junto para velar; os demais ficaram sentados na retaguarda, à espera.

Penso comigo que aquele grupo na retaguarda se queixou. Estavam no jardim, só isto. Eram como quem está num jardim mas não pode ajudar no cultivo de suas flores. Era um tempo de crise, um tempo de tempestade e angústia; mas não lhes era permitido cooperar em nada.

Nós já temos passado por essa experiência de desapontamento. Surgiu, quem sabe, uma grande oportunidade para servir a Cristo. Alguns foram mandados para a frente da batalha; alguns foram mandados para o meio. Mas fomos postos na retaguarda.

Quem sabe se por uma doença que veio; quem sabe se por uma questão de necessidade financeira; quem sabe se por maledicência; o fato é que fomos deixados para trás, e nos sentimos tristes.

Não enxergamos por que razão teremos sido excluídos dessa participação na vida cristã. Parece-nos injusto que, se nos foi permitido entrar no jardim, não nos seja apontada ali uma tarefa.

Aquiete-se, minha alma, as coisas não são como você supõe! Você não está excluída de participação na vida cristã. Pensa que o jardim do Senhor tem lugar só para os que estão em pé ou andando? Não! Ele tem um lugar reservado aos que são levados a sentar-se.

Quando passar por essa experiência, lembre-se de que não está posto de lado! Lembre-se de que é Cristo quem diz: o seu lugar no jardim também foi consagrado a você. Ele tem um nome especial. Não é o lugar do combate nem o lugar da vigília, mas o lugar da espera.

Há vidas que vêm a este mundo, não para fazer grandes obras ou suportar grandes fardos, mas simplesmente para ser. São como as flores do jardim do Getsêmani que não tiveram missão ativa: nunca fizeram parte de uma grinalda; nunca ornaram uma mesa; nem foram notadas por Pedro, Tiago ou João.

Mas alegraram os olhos do Senhor Jesus. Por seu simples perfume, por sua simples beleza, trouxeram-Lhe alegria; simplesmente por sua presença fragrante ali no vale, animaram o coração do Mestre. Você não tem que murmurar, se é uma dessas flores. — Selecionado

Este post faz parte de uma série de postagens devocionais que pretendo por em prática este ano, para abençoar meus leitores. Texto retirado de Mananciais no Deserto, de Lettie Cowman, Editora Betânia. Infelizmente, esgotado. Mas você pode ler uma versão online aqui, no GDrive.

Divulgação do blog Desafiando Limites.

Gostou? Avalie nas Estrelas, compartilhe no +1, Twitter, Facebook, etc ou deixe seu comentário. Obrigado!

 

Que tal receber um aviso quando sair algo novo e interessante no blog?

Cadastre seu email e receba artigos que vão abençoar seu dia!

blog Desafiando Limites

Just a little servant servant of the Lord Jesus.

Website: http://wallysou.com/

Faça seu comentário e enriqueça o post!

2 Comentários

  1. Marilza

    Que lindo texto! Veio de encontro ao que eu estava pensando sobre a minha vida, sobre qual o meu proposito neste mundo, sobre qual a minha missão, me sentindo inútil por não ter descoberto em mim nenhum dom de relevância espiritual… Talvez seja porque, simplesmente, eu só tenho que ser eu… :D

    • parabéns, Marilza, seu comentário trouxe um novo olhar e lançou um novo brilho sobre o artigo que nem mesmo eu havia percebido!

      obg por seu comentário tão enriquecedor e relevante! :)

      abs.

Olá, agradecemos sua visita e seu comentário. Sua opinião enriquece a discussão e é importante para nós, obrigado!