fight

uma luta desigual, mas a vitória é possível

O ano de 2017 é um gigante a ser enfrentado, mas você pode vencê-lo!

Davi disse a Saul: “Ninguém deve ficar com o coração abatido por causa desse filisteu; teu servo irá e lutará com ele”. 1 Samuel 17:32

Ano vida nova, certo? Nem sempre: muitos dos problemas são velhos, do ano passado, atrasado ou até de antes disso, não é mesmo?

Ano novo, momento de fazer novas resoluções para o ano vindouro, certo? Bem, devagar com o andor que o santo é de barro: praticamente 93% das promessas de fim de ano são quebradas logo no comecinho do ano novo. Desanimador, não é?

Além disso, um ano novo também traz novos problemas que vem se somar aos antigos.

Por isso, um ano novo é também um gigante a ser enfrentado e difícil de ser vencido. Se você se encontra nessa situação, este post é para você!

Apenas para lembrar: neste ano faremos diferente do ano passado, conforme avisei no fim de dezembro, onde cada dia publicávamos um devocional diário do livro Mananciais no deserto, de Lettie Cowman. Caso queira lê-los, clique aqui que você terá acesso a todos eles.

Que tal receber um aviso quando sair algo novo e interessante no blog?

Cadastre seu email e receba artigos que vão abençoar seu dia!

Neste ano a tônica será a seguinte: colocarei devocionais escolhidos do site Bible.com de planos de leitura bíblica que fiz e gostei, artigos interessantes sobre produtividade e crescimento pessoal traduzidos do inglês e, é claro, textos motivacionais, quer sejam meus ou de outros que valham a pena serem lidos.

E espero sinceramente que este seja um deles, mas quem vai dizer isso não sou eu, é você, caro(a) leitor(a)! Aguardo seus comentários de críticas, incentivo, sugestões, etc.

Agora que explicamos e mostramos porque um novo ano, este de 2017, no caso, é um gigante a ser batido, vamos analisar o perfil e as atitudes daquele que veio a ser conhecido como o matador e vencedor de gigantes por excelência: Davi.

Veja o que já foi escrito aqui no blog sobre Davi: As 5 características marcantes de um campeão extraordinário

Vamos traçar agora as cinco chaves para viver um ano novo de vitórias sobre os gigantes que ameaçam sua vida!

PRE-PA-RA! (risos)

1ª Chave: Lembre das lutas que você já lutou, e venceu!

No verso 37 Davi responde o seguinte a um cético Saul:

O Senhor que me livrou das garras do leão e das garras do urso me livrará das mãos desse filisteu”. Diante disso Saul disse a Davi: “Vá, e que o Senhor esteja com você”. 1 Samuel 17:37

The LORD who rescued me from the paw of the lion and the paw of the bear will rescue me from the hand of this Philistine.” Saul said to David, “Go, and the LORD be with you.” 1 Samuel 17:37

O que Davi estava querendo dizer com isso? Algo assim: “olha, Saul, eu já venci outras batalhas antes, lutar não é novidade pra mim. O Deus que me fez vencedor antes vai me fazer sagrar vencedor desta batalha também!”

Lutas na vida do cristão são combustível para crescimento, maturidade e, claro, vitórias. Não tenha medo das lutas, pois é por meio delas que Deus lhe dá as vitórias.

2ª Chave: Lute com as armas que você domina!

Quando Saul viu que não conseguia demover Davi de lutar com Golias, tentou, imagino, ganhar algum crédito em cima da coragem desse pequeno, porém bravo, guerreiro: quis calçar Davi com suas armas e obter, quem sabe, alguma vantagem da improvável vitória.

Mas Davi, sabiamente, recusou. Ele não costume com aquilo, não sabia manejar aquelas armas e se movimentar bem com aquela armadura. Além disso, Saul era um guerreiro alto e forte, sua armadura não deveria vestir Davi de forma adequada.

E, ademais, algumas das melhores características de Davi seriam comprometidas: agilidade e movimentação rápida, essenciais para enfrentar um Golias pesado e de mobilidade reduzida. Para mais informações sobre essa análise da luta, veja o livro de Malcom Gladwell, Davi e Golias.

e em seguida pegou seu cajado, escolheu no riacho cinco pedras lisas, colocou-as na bolsa, isto é, no seu alforje de pastor e, com sua atiradeira na mão, aproximou-se do filisteu. 1 Samuel 17:40

Then he took his staff in his hand, chose five smooth stones from the stream, put them in the pouch of his shepherd’s bag and, with his sling in his hand, approached the Philistine. 1 Samuel 17:40

E, finalmente, Davi tinha destreza em uma arma que a armadura lhe causaria prejuízos irreparáveis: ele era fundeiro ou fundibulário, um terror para qualquer guerreiro de infantaria dos tempos antigos:

“Eram soldados que treinavam a pontaria para o arremesso de pedras a longa distância, provocando com elas tantas baixas quanto as flechas.” Fonte: Wikipedia

Lute com as armas que Deus lhe deu e com as quais você já adquiriu habilidade e destreza, pois é com elas que você vai vencer os piores inimigos.

3ª Chave: Declare, com toda a convicção, sua vitória em nome do Senhor!

Davi fez algo muito ousado. Se Davi fosse nordestino, como eu, diriam que ele foi abusado, atrevido. Mas ousado ou abusado, Davi era um homem de fé, senão vejamos:

Hoje mesmo o Senhor o entregará nas minhas mãos, e eu o matarei e cortarei a sua cabeça. Hoje mesmo darei os cadáveres do exército filisteu às aves do céu e aos animais selvagens, e toda a terra saberá que há Deus em Israel. 1 Samuel 17:46

This day the LORD will deliver you into my hands, and I’ll strike you down and cut off your head. This very day I will give the carcasses of the Philistine army to the birds and the wild animals, and the whole world will know that there is a God in Israel. 1 Samuel 17:46

Eu não estou querendo fazer, com isso, um discurso positivista ou triunfalista, longe de mim. Mas, o que se depreende do texto bíblico é muito cristalino: Davi “profetizou” sua vitória antes de ela acontecer.

E nesse aspecto eu quero fazer o contraponto demonstrando que o que Davi fez não foi um discurso triunfalista, sabe por quê?

Porque os triunfalistas dizem que você profetiza para que a vitória aconteça. Davi expressou nada mais nada menos do que sua profunda convicção na vitória. Davi não profetizou para vencer, mas proclamou o que ele sabia que ia acontecer. E sabe qual a razão de tanta confiança da parte dele?

É que a vitória viria do Senhor. Davi não estava sozinho indo pelejar contra Golias, Deus estava do lado dele. E quando Deus está do seu lado, você é mais que vencedor! Você é maioria, seja lutando contra um gigante ou contra uma multidão.

Não tenha medo de declarar sua vitória para todo mundo ouvir, se você tem convicção de que Deus está com você nessa batalha.

4ª Chave: Vá à luta e enfrente a situação de frente!

Algumas vezes eu vejo cristãos querendo ser vencedores… fugindo da luta! Mas pelamordedeus né. Eles estão lendo a Bíblia de cabeça pra baixo?

Observe a atitude de Davi diante de Golias:

Quando o filisteu começou a vir na direção de Davi, este correu depressa na direção da linha de batalha para enfrentá-lo. 1 Samuel 17:48

As the Philistine moved closer to attack him, David ran quickly toward the battle line to meet him. 1 Samuel 17:48

Davi correu pra enfrentar o gigante. Vejo muitos correndo do gigante. E querem ser vencedores? Como diria o cap. Nascimento: nunca serão!

Quem quer vencer tem que enfrentar a luta de frente, fazer como Davi fez: correr para enfrentar o gigante, e não correr da luta.

Meu irmão, bote um coisa na sua cabeça: Deus não está do lado de covardes e medrosos – Apocalipse já nos previne dessa ilusão, pois os covardes e medrosos serão lançados no inferno (Ap 21.8)! O medo, até já escrevi sobre isso aqui no blog no post Deixando o passado para trás.

E é justamente o medo que nos impede de vencer muitas lutas e realizar grandes conquistas. Não seja medroso nem covarde, não se deixe intimidar nem esmorecer quando estiver enfrentando suas maiores e mais duras pelejas.

Um traço marcante na vida dos vencedores é a coragem de enfrentar as lutas e não fugir das batalhas.

5ª Chave: Celebre a vitória e glorifique a Deus por ela

Vamos continuar aprendendo com Davi, e uma grande lição que ele nos oferece é celebrar as vitórias e conquistas. Eu ando lendo muitos e muitos artigos, a grande maioria em inglês, e percebo que eles nos exortam a celebrarmos nossas vitórias e triunfos pessoais, por menores que sejam, porque servem de combustível para nos fazer avançar e não recuar.

Ora, se devemos celebrar as pequenas vitórias, por que vamos deixar de celebrar as grandes? Faz sentido isso? Claro que não!

Observe o que fez Davi:

Davi correu e se pôs de pé sobre ele; e desembainhando a espada do filisteu acabou de matá-lo, cortando-lhe a cabeça com ela. Quando os filisteus viram que seu guerreiro estava morto, recuaram e fugiram. 1 Samuel 17:51

David ran and stood over him. He took hold of the Philistine’s sword and drew it from the sheath. After he killed him, he cut off his head with the sword. When the Philistines saw that their hero was dead, they turned and ran. 1 Samuel 17:51

A coragem e convicção de Davi foram não apenas atordoantes e impactantes. Elas foram, também, contagiantes.

Depois que Davi veio e pisou sobre o gigante, celebrando e consolidando a vitória, os outrora medrosos soldados de Israel se encheram de coragem e perseguiram os acovardados filisteus, infligindo tamanha derrota sobre eles que demoraria para que eles se recuperassem dela.

Se Deus lhe der vitória, nada de ficar acuado, acabrunhado. Encha o peito e declare a glória de Deus em sua vida, diga pro mundo ouvir que Deus é grande, poderoso e tremendo e que lhe deu essa grande e impressionante vitória!

Bônus: Não enxergue o inimigo maior do que já é!

Golias era alto, grande e forte. De fato, poderia ser considerado um gigante para os padrões atuais, onde qualquer um com mais de 2 metros de altura já se destaca no meio de uma multidão. Imagine então Golias, com seus quase 3 metros!

Para uma breve comparação, veja aquele que foi considerado o homem mais alto já medido pelo livro dos recordes, o Guinness Book, Robert Waldrow, que alcançou 2,75m de altura:

tallest man measured

Caso não o tenha identificado, ele é o que está segurando a bengala.

Mas, para os padrões da época, ele – agora volto a falar de Golias – nem era tudo isso, se é que você me entende.

Ora, os próprios israelitas já haviam vencido outros gigantes antes: Ogue, rei de Basã, com pouco menos de 4 metros de altura, derrotado por Moisés, um velhinho já beirando os 120 anos de idade!

Confira:

Ogue, rei de Basã, era o único sobrevivente dos refains. Sua cama era de ferro e tinha, pela medida comum, quatro metros de comprimento e um metro e oitenta centímetros de largura. Ela ainda está em Rabá dos amonitas. Deuteronômio 3:11

E Calebe, que foi quem derrotou os filhos de Enaque: Sesai, Aimã e Talmai (Js 15.14), remanescentes dos assim chamados gigantes ou enaquins.

Os enaquins eram poderosos guerreiros da antiguidade que habitavam as regiões montanhosas da Mesopotâmia. A Bíblia se refere a eles como gigantes e poderosos. Fonte: Wikipedia

Ou seja, ao lado desses acima citados, Golias seria pouco mais que um adolescente perto de um adulto.

Mas, por favor, espero que me entenda que eu não estou querendo, de modo algum, apontar que o fato de Golias não ser o mais alto é uma tentativa de diminuir o feito de Davi, longe de mim. Sua conquista foi extraordinária, isso é fato.

Mas, o que estou querendo dizer e acho que você já me entendeu, é que nós não devemos nos intimidar, nos atemorizar e começar a enxergar o gigante maior do que ele já é.

E é aqui que eu quero trazer algo bem interessante para você, algo que eu ainda não havia pensado e também não havia escutado antes. A forma que Davi enxergava Golias era totalmente diferente daquela que os soldados de Israel – e até mesmo Saul – o enxergavam.

Enquanto eles viam um gigante e ele, de fato, o era, Davi enxergava alguém bem diferente: um mero filisteu, incircunciso, inimigo e afrontador do Deus vivo.

Enquanto todos viam um gigante invencível Davi via um mero homem, que era alto e forte, mas que em breve seria derrotado porque se atreveu a afrontar o Deus vivo.

E essa é a forma que nós também deveríamos encarar os desafios gigantes em nossas vidas.

Portanto, meu caro leitor, a diferença entre a vitória e a derrota está basicamente na forma como você encara as coisas.

E agora, como você está enxergando esse gigante diante de você? Parou de ver ele como invencível, como insuperável? Se sim, parabéns, pois a vitória estará bem próxima. Se não, quem sabe ler novamente o texto, com calma e reflexão, ajude a mudar essa mentalidade, não é verdade?

Gostou do texto? Avalie nas estrelas, clique em curtir, compartilhe com seus amigos e deixe seu comentário como o texto lhe ajudou!

Obrigado pela leitura e desejo-lhe um feliz 2017 com imensas vitórias e conquistas diante dos gigantes desafios a serem enfrentados, com a graça e a força do Senhor em sua vida.

 

Que tal receber um aviso quando sair algo novo e interessante no blog?

Cadastre seu email e receba artigos que vão abençoar seu dia!