O que estamos fazendo com nossas vidas? Vale mesmo a pena?

bad-life-sad-life

Preciosa é à vista do Senhor a morte dos seus santos. Salmos 116:15

Não escondas de mim o teu rosto no dia da minha angústia, inclina para mim os teus ouvidos; no dia em que eu clamar, ouve-me depressa. Salmos 102:2

O dia 19 de abril de 2017 ficará marcado na mente de muitos, inclusive eu.

Em meu local de trabalho, neste fatídico dia, uma jovem, que tinha tudo para ser considerada bem sucedida e com um brilhante futuro pela frente, pulou para a morte.

Ela tinha um histórico de depressão e estava em tratamento, segundo nos foi informado.

Uma jovem que havia alcançado patamares que muitos almejam e que talvez jamais consigam, essa jovem deixou tudo isso de lado e se jogou nos braços da morte.

O que faz uma pessoa que aparentemente tem tudo o que a sociedade valoriza, como saúde, juventude, um bom emprego e um bom salário, o que faz uma pessoa jogar tudo isso pro alto e desistir de viver?

Eu, sinceramente, não sei.

Mas uma coisa ficou martelando em minha mente: o que eu estou (ou estava) fazendo para evitar que tragédias como essa acontecem tão perto de mim?

Para minha vergonha, tenho que reconhecer: muito pouco.

Talvez apenas o mínimo para não me sentir culpado de que não fiz nada. Mas então por que eu me sinto culpado? Por quê?

Talvez porque eu poderia ter feito mais. Sabe quando você olha para uma tragédia dessas e se pergunta: mas o que eu posso fazer é tão pouco! Como posso mudar tantas vidas se sou apenas um?

Mas, sabe? Acho que isso é mais uma desculpa para não fazer o que deve ser feito ou fazer pouco do que a real incapacidade de fazer algo.

O que precisamos, muitas vezes, é sairmos de nosso comodismo e nos dispormos a fazer algo. Qualquer coisa é melhor que nada.

Eu doei um livro meu, o Vou Desistir… Não Aguento Mais! para a biblioteca do órgão. Na verdade, não é uma biblioteca, mas um espaço para doação e aluguel de livros variados.

Por várias vezes eu fui lá olhar se meu livro estava por lá. Todas as vezes, que eu me lembro, não estava. Provavelmente estava alugado e alguém lendo.

Tomei a decisão de levar mais dois e deixar lá. Onde eu não posso ir, meu livro pode. O que eu não posso falar, meu livro falará por mim.

A propósito, um dos objetivos deste blog é alcançar vidas com mensagens de esperança. Gostaria de lhe pedir um favor, um pequeno favor:

Se você conhece alguém que está passando por tristezas, angústias e decepções, poderia indicar alguns artigos do blog para ele? Eis aqui algumas dicas:

  1. Vou desistir… Não Aguento Mais!
  2. Amanhã Deus vai mudar sua vida!
  3. O que fazer quando tudo dá errado?
  4. As derrotas não são o fim de tudo, mas podem ser um novo começo!
  5. Por que Deus não ouve minhas orações?

Há outros, vários outros, mas esses são suficientes para fazer qualquer pessoa refletir.

Posso contar com sua ajuda? Que o Senhor recompense sua vida e sua contribuição.

Agora, deixe-me perguntar: é você que está passando por angústia, dor e desespero? Continue lendo, por favor.

Deixe seu comentário. Não precisa se identificar, pode deixar só primeiro nome ou um apelido. Conte suas angústias, faça seu pedido de oração.

Ele atenderá à oração do desamparado, e não desprezará a sua oração. Salmos 102:17

Eu quero ajudar você. Não sei como, mas quem sabe haja algo que possamos fazer e ajudar você a sair dessa.

Peça pra que nós escrevamos sobre determinado assunto. Peça oração. Peça socorro, mas faça alguma coisa.

Não deixe esse grito preso na garganta. Compartilhe conosco.

Estamos aqui, talvez não muito perto de você, mas próximos o suficiente para lhe dar uma palavra de ânimo, conforto e consolo.

E lembre-se: sua vida vale muito. Afinal foi por ela que Jesus morreu.

Aliás, você sabia que Jesus morreu por você? E que Ele morreu para lhe dar vida? Então, você não precisa tirar sua vida para acabar com seus problemas: Jesus já deu a vida dEle pra isso.

E através da morte dEle você pode viver uma nova vida, sabia?

Convido você a usar o espaço dos comentários para desabafar. Fique tranquilo, nem vou publicar a não ser que você deixe autorizado. Mas vou ler. E vou orar.

Quem sabe você vai voltar pra agradecer, pra dizer que o milagre aconteceu.

Desculpe se estou parecendo um pouco abalado e triste. É porque estou mesmo.

Mas vai passar. A vida continua. E é justamente por isso mesmo que estou aqui escrevendo para você: porque quero que a vida continue. Não só a minha, mas a sua também.

A vida pode parecer, e ser, chata de vez em quando. Mas creia-me: viver é muito melhor do que morrer.

E quando vivemos para Cristo, quando temos toda a eternidade pela frente, vale muito, mas muito mesmo a pena viver.

Sabe por quê? Porque vivemos para a glória de Deus. E se vivemos, vivemos para o Senhor. E se morremos, morremos para o Senhor.

Ajude-me a ajudar pessoas que estão sofrendo achando que não existe mais saída compartilhando os posts deste blog. Ou você mesmo pode fazer algo também. Todos podemos fazer.

E, quer saber, saber que depende de nós abre nossos olhos para vermos como estamos sendo acomodados e o que devemos fazer.

Posso contar com sua ajuda?

 

Que tal receber um aviso quando sair algo novo e interessante no blog?

Cadastre seu email e receba artigos que vão abençoar seu dia!

Wallace

Just another little servant of the Lord Jesus Christ. Apenas mais um pequeno servo do Senhor Jesus Cristo. Editor do blog Desafiando Limites (http://wallysou.com). Crítico do cristianismo evangélico da prosperidade e pensador cristão amador.

Website: http://wallysou.com/

Faça seu comentário e enriqueça o post!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *