Qual é a origem de tantas guerras que vemos acontecer?

Caçador de minas: toda igreja precisaria de um!

Texto Bíblico: De onde vêm as guerras e pelejas entre vós? Porventura não vêm disto, a saber, dos vossos deleites, que nos vossos membros guerreiam? Tiago 4:1

Ilustração, Reflexão ou Aplicação Prática:

Muitas vezes nós somos instados a pensar na fonte de onde surgem guerras e contendas como um local geográfico em particular, tais como o Oriente Médio e suas intermináveis guerras, ou a Europa com suas duas Grandes Guerras.

Mas, na segunda parte do versículo temos uma segunda pergunta que é, paradoxalmente, a resposta da primeira. Existe, sim, um lugar que é a fonte das guerras e contendas entre nós, mas esse local não é externo, no exterior do ser humano, mas justamente no nosso interior.

E é justamente ali que devemos tratar, porque do que o coração está cheio, disso fala a boca.

Oração de: Confissão.

Senhor, eu reconheço que dentro de mim eu possuo todos os ingredientes para prejudicar a vida de meus semelhantes, então eu peço o teu perdão pelas vezes que agi assim.

E peço também a força do teu Espírito Santo para me moldar a tua vontade para que eu não volte a agir assim. Em nome de Jesus, meu precioso Salvador, eu oro. Amém.

Este post faz parte de uma série de devocionais exclusivos do Blog Desafiando Limites! Você está incentivado a divulgar esse devocional para todos os seus conhecidos e abençoar a vida deles.

Avalie, compartilhe ou comente dizendo o que achou ou deixe sua crítica/sugestão.

 

Que tal receber um aviso quando sair algo novo e interessante no blog?

Cadastre seu email e receba artigos que vão abençoar seu dia!

Wallace

Just another little servant of the Lord Jesus Christ. Apenas mais um pequeno servo do Senhor Jesus Cristo. Editor do blog Desafiando Limites (http://wallysou.com). Crítico do cristianismo evangélico da prosperidade e pensador cristão amador.

Website: http://wallysou.com/

Faça seu comentário e enriqueça o post!

Olá, agradecemos sua visita e seu comentário. Sua opinião enriquece a discussão e é importante para nós, obrigado!