A humildade abre portas impenetráveis

vida feliz

na Cruz encontramos a verdadeira liberdade

Texto Bíblico: Mas longe esteja de mim gloriar-me, a não ser na cruz de nosso Senhor Jesus Cristo, pela qual o mundo está crucificado para mim e eu para o mundo. Gálatas 6:14

Ilustração, Reflexão ou Aplicação Prática:

Esse verso levanta uma questão interessante: como gloriar-se na cruz?

Essa pergunta é pertinente na medida em que temos consciência que a cruz era objeto de escárnio, vergonha e dor. Era não apenas uma pena de morte, mas uma das formas de execução mais cruéis da época.

Era ultrajante do ponto de vista moral e degradante do ponto de vista humano, sem falar na questão física visto que essa morte poderia demorar dias até, de fato, ocorrer.

Exatamente por isso que se quebravam as pernas dos condenados para que morressem mais rápido. E, perceba: quebrar as pernas era considerado um “ato de misericórdia”.

Essa pena era reservada para os piores dentre os piores: traidores, insurgentes, rebeldes contra o sistema de governo e criminosos impenitentes. E foi essa a pena que Jesus suportou por nós.

Sem merecer.

Sem pecar ou cometer qualquer crime que o fizesse digno dessa morte tão cruel.

Mas como, pelo amor de Deus, eu posso querer me gloriar em tal coisa? Esse é o desafio posto. Em primeiro lugar, eu me glorio na cruz porque nela eu enxergo meu pecado punido, mas ao mesmo tempo isso me humilha porque eu enxergo claramente que eu não poderia arcar com isso, então Jesus foi e morreu em meu lugar.

Em segundo lugar, eu enxergo na cruz o início de uma nova vida onde viver para a glória de Deus se torna possível e factível.

Aquela cruz, um terrível instrumento de tortura, também se torna um monumento à liberdade porque nela eu enxergo o fim de uma vida distante de Deus e o início de uma vida aos pés do Senhor.

Essa cruz me causa assombro, e me humilha também porque eu vejo que sem ela eu nada sou. O que é um pouco estranho, já que a cruz era um instrumento de aniquilação e nela eu sou reconstruído.

E, por fim, ela é também um instrumento que Deus usa para separação e propriedade: a cruz divide o mundo em quem está em Cristo e quem não está, pois ela também é uma porta onde eu entendo que o mundo ficou para trás e o mundo percebe que eu não mais pertenço a ele.

E você, quando olha para a cruz também se vê nela crucificado para o mundo e o mundo enxerga que você não é mais dele?

Oração de: compromisso e obediência

Pai de amor e bondade, eu te louvo e sou grato pela morte de Jesus na cruz por mim que me trouxe vida e um novo futuro.

Naquele instrumento de morte e destruição o Senhor me presenteou com vida e uma nova criação, por isso te sou eternamente grato, meu Senhor. Oro agradecido em nome de Jesus. Amém.

Este post faz parte de uma série de devocionais exclusivos do Blog Desafiando Limites! Você está incentivado a divulgar esse devocional para todos os seus conhecidos e abençoar a vida deles.

Avalie, compartilhe ou comente dizendo o que achou ou deixe sua crítica/sugestão.

 

Que tal receber um aviso quando sair algo novo e interessante no blog?

Cadastre seu email e receba artigos que vão abençoar seu dia!

Wallace

Just another little servant of the Lord Jesus Christ. Apenas mais um pequeno servo do Senhor Jesus Cristo. Editor do blog Desafiando Limites (http://wallysou.com). Crítico do cristianismo evangélico da prosperidade e pensador cristão amador.

Website: http://wallysou.com/

Faça seu comentário e enriqueça o post!

Olá, agradecemos sua visita e seu comentário. Sua opinião enriquece a discussão e é importante para nós, obrigado!