Qual é o depósito onde você guarda sua fé?

Doe um livro e transforme a vida de um preso brasileiroTexto Bíblico: Por cuja causa padeço também isto, mas não me envergonho; porque eu sei em quem tenho crido, e estou certo de que é poderoso para guardar o meu depósito até àquele dia. 2 Timóteo 1:12

Ilustração, Reflexão ou Aplicação Prática:

Quantas coisas importantes são ditas em tão pouco espaço e quão tão poucas palavras!

A primeira que salta à vista é “eu padeço”. Em uma sociedade cada vez mais hedonista e amante dos prazeres e facilidades, padecer voluntariamente se tornou algo totalmente revolucionário.

A pergunta que eu me faço é: eu estou caminhando de mãos dadas com o mundo amando os prazeres ou aceitando padecer por aquilo que vale a pena?

A segunda coisa importante e surpreendente é “não me envergonho”. Se Paulo iniciou dizendo que padecia, ele eleva o tom ao afirmar que não se envergonhava de padecer.

Hoje em dia nós podemos ver e acompanhar notícias de ações judiciais para reparação de dano onde alguém acusa o outro de o ter feito passar por “constrangimento e vexame”; ou seja, de fazer alguém passar vergonha.

E Paulo diz que não se envergonhava. Ele estava acima disso. Ele não se deixava intimidar e manipular pela vergonha e isso não o atingia. Como eu fico estupefato ao perceber que muitas vezes deixei de fazer ou fui obrigado a fazer algo motivado pela vergonha.

Na verdade, para não passar vergonha. E aqui eu vejo Paulo afirmando claramente que a vergonha não exercia poder sobre ele. É de me descair o semblante de… vergonha.

E qual era a fonte de tal poder que fazia Paulo suportar o padecimento e a vergonha? Essa fonte era externa, não era dele, Paulo, mas vinha de fora. E o nome dessa fonte era Jesus. A

o olhar para Jesus, Paulo encontrava e recebia uma força sobrenatural para vencer o natural. Era natural padecer e não suportar, mas padecer e suportar é sobrenatural. É natural se envergonhar, mas não se envergonhar é antinatural.

E para podermos superar o natural nós precisamos do sobrenatural em nós. E quando temos essa fonte sobrenatural jorrando dentro de nós, então é possível experimentar a convicção de que Ele tem o poder necessário e que vai guardar o que é nosso até que estejamos aptos para desfrutar dele.

Agora vem a parte mais difícil: será que minha convicção no Senhor me capacita a suportar sofrimentos, afrontas, não me envergonhar e permanecer firme crendo Nele?

E você, qual é a sua resposta para essa mesma indagação?

Oração de: fortalecimento

Pai amado e santo, eu quero confessar que preciso de força e de fortalecimento em minhas convicções para poder suportar o sofrimento e, mesmo assim, não me envergonhar e continuar convicto e aguardando esperançoso a recompensa que o Senhor tem reservada para mim. Em nome de Jesus eu oro. Amém.

Que tal você me ajudar a realizar um sonho muito especial? Eu quero levar uma palavra de esperança e conforto aos presídios brasileiros. Quer conhecer meu projeto? Assista meu vídeo e veja minha campanha na Kikante Adote um preso – Doe livros, doe liberdade.

Confira em: http://kickante.com.br/adoteumpreso

 

Que tal receber um aviso quando sair algo novo e interessante no blog?

Cadastre seu email e receba artigos que vão abençoar seu dia!

Wallace

Just another little servant of the Lord Jesus Christ. Apenas mais um pequeno servo do Senhor Jesus Cristo. Editor do blog Desafiando Limites (http://wallysou.com). Crítico do cristianismo evangélico da prosperidade e pensador cristão amador.

Website: http://wallysou.com/

Faça seu comentário e enriqueça o post!

Olá, agradecemos sua visita e seu comentário. Sua opinião enriquece a discussão e é importante para nós, obrigado!