Acabei de ler O Hobbit. Recomendo? #dica: Sim, vale.

 

Dificilmente o filme será tão bom quanto o livro

Depois que concluí a leitura de Crônicas de Nárnia, de C. S. Lewis, postei algo sobre essa experiência marcante de ler um dos maiores clássicos da literatura de todos os tempos. Você pode ler sobre o que escrevi sobre a obra de Lewis aqui. É um mergulho em um mundo fantástico, maravilho e encantador. Fascinante seria a palavra, mas vamos falar sobre a obra de outro gigante das letras britânicas.

Iniciei a leitura da obra de J R R Tolkien por 2 motivos principais:

  1. porque a trilogia Senhor dos Anéis foi um sucesso fantástico de público e crítica, e gostei muito da película, mesclando drama, aventura e seres míticos em um mundo fantástico;
  2. porque fui atraído pela força da obra de Lewis, que foi fortemente influenciado pela amizade e talento de Tolkien e, se a obra escrita de Crônicas supera, de longe, a obra filmada, imaginei que o mesmo se daria com Senhor dos Anéis.

Ler o Hobbit foi, ao mesmo tempo, instigante, estimulante e preocupante. Sim, preocupante porque estão em curso as filmagens de O Hobbit, e será muito (aliás, bota muito nisso) difícil a 7ª arte acompanhar a pena criativa de Tolkien, mesmo fazendo uso de computação gráfica, tecnologia 3D e outras firulas cinematográficos.

O Hobbit é um obra prima literária, onde os mistérios vão se desenvolvendo e desenrolando ao longo das páginas, prendendo o leitor de capa a capa, fazendo-o ler em ônibus, metrô, fila de supermercado e em qualquer outro lugar onde você possa abrir o livro e imergir naquele mundo encantado e encantador.

Quer outra dica? Compre a coleção composta por O Hobbit, Trilogia Senhor dos Anéis e O Silmarillion por um precinho camarada, clicando aqui.

UPDATE: depois que acabar de ler a coleção completa de O Senhor dos Anéis, quem sabe eu posto as diferenças entre ela e as Crônicas de Nárnia. Todavia, se você estiver atrás de alguma diversão literária por vários dias, aconselho ambas, sem dúvida.

Postou wally, querendo devorar, agora, a Trilogia Senhor dos Anéis

 

Que tal receber um aviso quando sair algo novo e interessante no blog?

Cadastre seu email e receba artigos que vão abençoar seu dia!

Wallace

Just another little servant of the Lord Jesus Christ. Apenas mais um pequeno servo do Senhor Jesus Cristo. Editor do blog Desafiando Limites (http://wallysou.com). Crítico do cristianismo evangélico da prosperidade e pensador cristão amador.

Website: http://wallysou.com/

Faça seu comentário e enriqueça o post!

5 Comentários

  1. Pingback: Wallysou invade a Tenda na Rocha (risos) - Desafiando Limites e Vencendo Barreiras at Desafiando Limites e Vencendo Barreiras

  2. Pingback: Como medir a relevância e influência de seu blog? - Desafiando Limites e Vencendo Barreiras at Desafiando Limites e Vencendo Barreiras

  3. andrew

    Concordo em parte. As crónicas de Nárnia, apesar de ser escrito para crianças, têm algumas partes não tão infantis assim, com cenas de batalhas, aparições de demônios, etc, só que sem muitos detalhes, o que acaba tornando a obra um tanto quanto leve; quanto ao Hobbit, é realmente uma história arrastada e curta, com final previsivel, mas que não deixa também de ter bons momentos…

  4. Não consegui terminar de ler O Hobbit. Abandonei :S
    Quase que não li Nárnia por causa disso já que diz a lenda que são parecidos.
    Não achei nada parecido. Nárnia é um livro para crianças sobre crianças, O Hobbit também é um livro para crianças (sabia dessa?) só que sobre anões barbudos que montam em pôneis o.O
    Pra mim isso destoou totalmente, não gostei, achei bobo (e chato) demais. Pelo tipo de personagem eu esperava uma trama mais adulta mas o livro foi bem raso. Quando apareceu o Golum eu até me animei mas depois desisti de vez.
    Nada contra quem gosta, prefiro Nárnia :-)

  5. Pingback: Tweets that mention Acabei de ler O Hobbit. Recomendo? at Desafiando Limites e Vencendo Barreiras -- Topsy.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *