who-i-am

pergunta fácil, resposta difícil…

Quem é Raíssa Bomtempo, nova colaboradora do blog Desafiando Limites?

Raíssa Bomtempo é uma das novas colaboradoras do Blog Desafiando Limites, como já dissemos dias atrás. Ela nos dá a honra de trabalhar conosco na produção de textos que exaltem e glorifiquem o Senhor Jesus. Bem, trabalhar não é a palavra, já que ela não vai ganhar nada… risos. Mas, por outro lado, também não vai pagar !

Mas, vou parar de falar, porque a Raíssa parece que nasceu com o mesmo defeito que eu: escrever muito. Então folks, com vocês – tcham tcham tcham – Raíssa Bomtempo!

Raíssa por ela mesma

É difícil falar de si mesmo, parece que alguns fatos passam em câmera lenta em nossa memória e nos fazem experimentar uma porção de sentimentos e emoções. Mas, vamos lá, talvez possa ser útil para alguém. Aqui estão alguns fatos marcantes da minha história de vida.

Raíssa Bomtempo Ameno Freire

Sou de Minas Gerais, moro na pequena cidade de Timóteo. Seria uma moça comum se não fosse um grande diferencial: Tenho consciência de quem sou em Cristo Jesus, e quando temos essa consciência somos mesmo criaturas “incomuns”. Procuro amar a Deus acima de todas as coisas e honrá-Lo com todo o meu amor. Estou completamente na contra-mão do mundo, mas na direção certa. Aproveito minha vida de uma maneira saudável e gosto de ser assim!

Procuro sempre reconhecer os meus erros e peço a DEUS que me dê discernimento para que eu não permaneça no erro! Sou uma pessoa que não faz parte de grupo ou coisa parecida. Sou o que sou e tenho o meu estilo! Mantenho a minha personalidade apesar das opiniões não construtivas. Personalidade para mim, não nascemos com ela, mas é formada através do caráter, e é isso que nós torna únicos!

Com efeito, não por merecimento, mas pela Graça, sou: abençoada (Gl 3:9), filha de Deus (Gl 4:7), escolhida (Ef 2.4), mais que vencedora  (Rm 8:37), guardada por Deus (Jd 1), a menina dos olhos do Senhor (Zc 2.8), propriedade exclusiva de Deus (1Pe 2:9). amada (Jr 31.3).

Nasci em 14 de setembro de 1990. Acadêmica no curso de Direito da Faculdade de Ipatinga-MG (FADIPA). Sou membro da 1ª Igreja Presbiteriana de Acesita. Líder e fundadora da Abub (Aliança Bíblia Universitária do Brasil), na Fadipa.

Família: Para começar, fui criada em um lar cristão (mãe). Meu pai, apesar de conhecedor da Palavra veio a se converter apenas em 2009, foi minha maior vitória! Meu pai, que está sendo lapidado a cada dia, é um paizão, um presente de Deus em minha vida. Meus pais são casados há 36 anos e para Glória de Deus em nosso lar reina a harmonia da doce presença de DEUS. Eu e minha casa servimos ao Senhor. (Glória a Deus!).

Minha mãe é minha melhor amiga, minha companheira, intercessora. Foi com ela que aprendi a depender completamente de Deus. É uma mulher virtuosa, é nela que procuro me espelhar. É com ela que já vivi as maiores “aventuras” da vida. Nos divertimos juntas.

Tenho dois irmãos, Bruno, formado em Direito, e Breno, em Administração. São meus amigos, protetores, exemplos e para completar a alegria da família tenho duas cunhadas que são como irmãs para mim, uma bênção! Sou neta de Dona Dorcas, não posso deixar de citá-la, é para mim motivo de muito orgulho, uma serva de Deus, mãe de 9 filhos, sendo um dos primeiros  casos de quadrigêmeos do Brasil – 1960. (será que vou herdar essa genética? Meu sonho, rs).

Sou grata a Deus pela minha família, sou uma eterna defensora dessa instituição formada por Deus. A meu ver, é nosso maior patrimônio. Fico triste ao ver que o amor tem se banalizado, os valores têm se invertido e a moral, a solidariedade e a ética já não são a perfeita representação do que é ser família.

Conversão: Desde criança aprendi o caminho em que devo andar, aprendi a amar a Jesus quando ainda muito nova. Todavia, é impossível esquecer o dia em que o Espírito Santo toca em nossas vidas de uma forma diferente. Aconteceu aos 9 anos de idade em um acampamento da Igreja Presbiteriana. Lembro que não me contive, chorava na presença de Deus como um adulto. A imagem que vinha em minha mente na época, era de um caldeirão grande que representava minha vida e uma colher gigante que remexia sem parar. Algo novo estava acontecendo dentro de mim, eu só não imaginava o quão Deus se tornaria real e presente a partir daí.

Nesse dia, fiz uma oração onde entreguei ao Senhor todos os meus sonhos mais lindos, disse que queria viver para agradá-lo. A única coisa que eu pedi foi que Ele colocasse em meu coração sede de Sua Palavra e que tivesse plena liberdade de investir em mim. Não sabia que essa oração me custaria tantas renúncias, criticas, perseguições, momentos de solidão, choros, medos, dúvidas, e ao mesmo tempo tanta paz, segurança e a alegria da intimidade que adquiri com Deus. (Não troco por nada nesse mundo).

Aos 11 anos, (fui precoce, rsrs), convenci o Pastor de que eu estava preparada para fazer minha pública profissão de fé, e de fato, estava. Até hoje, tenho sido lapidada, dia após dia pelo Senhor. Aquele que começou a boa obra em minha vida, não terminou.

Sempre gostei de fazer evangelismos, coreografias e teatros com a igreja. Ajudava minha mãe a dar aula para as crianças na Escola Bíblica Dominical e me sentia gente grande (risos). No prédio em que eu morava criei uma “escolinha” bíblica, onde dava aula para as outras crianças, montava coreografia etc, meu apelido era: rainha-das-pirralhas. (na época eu ficava brava. rs)

Infância: Geralmente as pessoas vêem as flores que colhemos, mas não vêem os tombos que levamos, nem o tempo que a semeadura levou. Em suma, já passei muitas lutas nessa vida. Comecei cedo a ajudar meus pais nas lojas, aprendi com meus irmãos. Não que eu amasse fazer isso, mas não conseguia pensar na hipótese de deixar minha mãe sozinha nessa labuta.

Viajávamos para São Paulo passando por momentos de muita adrenalina (lembro que a primeira vez que eu fui, o ônibus furou o pneu no meio da estrada, e eu queria voltar. Atualmente eu começo a rir dessas situações, já me acostumei). Foram tantos os livramentos de Deus nessas viagens, muitas experiências com Deus. Tudo isso contribuiu muito para meu crescimento e amadurecimento espiritual. Da escola, ia direto para loja, era música gospel 24 horas por dia e nos momentos vagos devorava os livros que tinha na estante. Quando entrava algum pastor, líder ou servos de Deus, logo me deleitava em ouvir seus testemunhos de vida e experiências com Deus.

Adolescência: Sempre fui muito comunicativa, amorosa e espontânea (apesar de um pouco tímida), fazia amizade com muita facilidade.

Na escola começaram as pressões para que eu acompanhasse minhas amigas nas festas. Graças a Deus, nunca gostei. Lembro que nas festas de 15 anos grande parte dos meus amigos bebiam até passar mal, eu ficava desorientada, ligava para meus pais me buscarem antes da “valsa”. Era conhecida com a “Cinderela” dos aniversários. Rsrs

Sou grata a Deus, pois não tenho dúvida que foi zelo dEle em minha vida de não deixar eu cair naquilo que condeno, não foram poucas as ofertas. Mas, Ele sempre me livrou do mal. Certa vez, eu passei a noite a chorar pelas perseguições, criticas e até inveja na escola por parte de algumas meninas. Nessa ocasião a Palavra que Deus me deu encontra-se em Josué 1:3 a 9. Até hoje vejo essa promessa se cumprindo em minha vida.

Nunca me envergonhei da Palavra de Deus. A Bíblia e alguns livros cristãos sempre me acompanhavam nos recreios da escola, na topik (van escolar), no clube, etc. Assim, nos momentos em que me sentia “excluída” de alguma conversa ou situação, tinha aquela deliciosa companhia que era a leitura.

Em meados de 2004, a moda era fotolog; todos meu amigos tinham. Vi que seria uma boa ferramenta para falar do amor de Jesus. Assim, o fotolog, (simplesmente_ra) começou a ficar conhecido. Comecei a receber e-mails de várias cidades do Brasil de pessoas que foram tocadas por Deus. A experiência mais marcante para mim foi da Laís (de Maceió), nasceu aí uma grande amizade, e hoje toda a família dela foi alcançada por Jesus. (Deus é lindo demais!)

Escrevia sem pretensão de falar bonito ou correto, minha vontade de compartilhar as coisas que Deus ministrava ao meu coração era tão forte que saia tudo na espontaneidade (risos). Posso ver visivelmente meu amadurecimento através dos meus textos e sou capaz de lembrar cada situação que eu vivia. Cada experiência com Deus. Muitas vezes era em sonhos que Deus falava comigo e logo eu precisava colocar tudo no papel.

Continua sendo assim, cada experiência com Deus se transforma em um pequeno texto. A meu ver, alegria só é completa quando compartilhada, seria muito egoísmo da minha parte não sentir vontade de gritar para o mundo o quanto DEUS me faz feliz. Com o tempo, adquiri respeito dos meus amigos(as). Passaram a respeitar a minha posição e apesar das pressões e algumas piadinhas, até hoje tenho noticias que vários deles tem se convertido ao Evangelho, e quando acontece me procuraram para contar a Boa Nova.

FACULDADE: Antes de entrar na faculdade, comecei a orar, não queria errar nessa área e mudar de curso. Fiz um propósito com Deus (jejum e oração) pedindo que ELE me orientasse, melhor que eu mesma, pois ELE sabe quais são minhas aptidões, ELE sabe qual seria a profissão que eu me enquadraria.

A resposta veio pouco antes que eu terminasse o terceiro grau. A convicção queimou dentro do meu coração, era Direito! Contei para minha mãe e lhe perguntei sua opinião. Ela nunca interferiu nas minhas escolhas, por isso nunca opinou nada a respeito disso. Porém, de imediato, ela respondeu que já sabia que este era o curso, Deus já havia confirmado com ela.

Hoje, sou apaixonada pelo curso de Direito.

Quando eu entrei na faculdade, a primeira coisa que fiz foi correr atrás das pessoas que se diziam “evangélicas” para começarmos a ABU (estudo bíblico). Foi onde começou algumas frustrações. Para minha surpresa, não pude contar com ninguém. Entre os estudantes tinha pastores, amigos, líderes de mocidade e todos tentaram me fazer desistir, ou demonstravam total desinteresse nessa idéia maluca de montar esse grupo na faculdade de Direito.

Entretanto, Deus continuava me incomodando, esse chamado era forte demais! Não dei ouvido à oposição. Afinal, Deus escolhe as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias. As pedras estavam clamando!

Procurei a direção da faculdade e pedi a autorização para começar o estudo, (confesso eu fui empurrada pelo Espírito Santo, minha vontade era fazer como Jonas e mudar de direção, queria fugir da responsabilidade), expliquei o propósito e a seriedade do grupo. Para minha surpresa (Deus é mesmo lindo!!!)  imediatamente  eles aprovaram e disponibilizaram uma sala só para isso. (Fiquei surpresa! Deus escancarou as portas!).

Deus sempre me surpreende, eu não mereço! O primeiro dia do estudo bíblico apareceram mais de 40 universitários, 90% não cristãos e teve uma repercussão positiva para a própria faculdade que passou a apoiar a ABU e incentivar aos alunos a continuarem freqüentando. Já fizemos louvorzão e hoje até professores e diretores costumam frequentar o grupo. Confesso, que foram MUITAS as noites sem dormir por causa da ABU. Quantas vezes chorei desejando que esse projeto fosse começado por outra pessoa, sempre soube da seriedade de levar a Palavra de Deus e achava “pesado” demais para mim.  Ser cristão não é fácil!

Atualmente, a ABU continua uma bênção e Deus tem levantado servos do Senhor que hoje me ajudam nesse projeto, já estou orando e treinando, para que quando eu me formar eles dêem continuidade. Ainda, poucos são os “crentes” que freqüentam a ABU. É uma coisa que me deixa extremamente triste, pois vejo o quão largados estão para a Obra de Deus.

Igreja: Procuro servir da maneira que posso. Na igreja, sempre olho para o alvo que é JESUS. É uma igreja séria, amorosa e baseada na sã doutrina.

Gostos literários: Paul Washer, John Piper, C. H. Spurgeon, John R. W. Stott, Stuart Olyott, Max lucado, Stormie Omartie, Joyce Meyer, C. S. Lewis, etc.

Sonhos e projetos: Aprendi a não fazer plano. Deixo Deus planejar por mim. Meu maior desejo é agradar a Deus com todo meu viver, ser um canal de bênção na vida das pessoas. Levar o evangelho que cura, liberta e transforma de forma pura e simples àqueles que ainda não tiveram o privilégio de conhecer a Jesus. Meu maior desejo é honrar a Deus com minhas atitudes no local em que ele me colocar.

Quero harmonizar os meus sonhos com os sonhos de Deus. Estou apaixonada com o curso de Direito e isso tem me feito sonhar MUITO. Para Deus, nada é impossível né? O que depender de mim não faltará disposição e coragem para correr atrás. Faço planos, mas a resposta virá dos lábios do Senhor. O que ELE tiver para mim, será recebido de bom grado.

JESUS representa para mim: o grande amor da minha vida! Jesus, foi o homem mais fascinante que já pisou na terra, sua inteligência ultrapassa a lógica humana, Ele fez poesia no caos, e quando todos esperavam uma palavra dEle, Ele se calava; quando todos esperavam que Ele se calasse, Ele falava palavras de conforto e sabedoria.

Sou totalmente dependente de Deus e de Sua graça. Quem quiser conhecer um pouco mais desse JESUS que torna minha vida cada dia mais feliz, pode me perguntar! Tenho muitas coisas para contar desse Homem incrível que mudou a historia da humanidade!

Área sentimental (não dá para pular essa parte né? Risos): Não vou mentir! Faz parte do meu projeto de vida futuro me casar com um homem segundo o coração de Deus e constituir uma família. Quero ser exemplo e glorificar ao Senhor nessa área, pois vejo o quanto o diabo tem atacado as famílias e casamentos de um modo geral. Por isso, tenho esperado no Senhor, não é fácil, mas sei que ELE tem alguém separado para mim, assim como tem me separado para esse “alguém”.

Tenho rejeitado ofertas e manjares, criticas e pressões, mas permaneço firme. As ofertas são muitas e as pressões crescem a cada dia, mas minhas convicções nessa área são fortes e peço a Deus que desde já eu esteja honrando meu marido, e oro para que eu não engane. Por isso, guardo meu coração sobre todas as coisas, não tenho pressa, sei que qualquer atitude precipitada minha pode estragar o Plano perfeito de Deus.

Bom, acho que deu para me conhecer um pouco…. rsrs (pouco???)

Então… é isso, meu diferencial é Jesus, é que sou completamente dependente da Graça e Misericórdia dEle para permanecer de pé em um mundo tão hostil.

Eu acredito no verdadeiro amor e na fidelidade.

Voltei (Wallace). Bom, gente, conseguiram ler até o fim? Parece que a Raíssa está no lugar certo: desafiar os leitores a ler seus textos até o fim (risos). Só que ela ainda tem muito a aprender comigo, pois só da minha conversão e casamento foi um post pra cada um! Olha, vou confessar: esse texto dela está quase sem reparos (correções) meus: ela escreve bem assim mesmo, e vocês verão nos próximos que ela mesma postar.

E então, gostaram da Raíssa? O que acharam da pequena história de vida dela? Fizemos uma boa escolha laçando-a trazendo-a para colaborar no blog? Comenta aí embaixo! Uai, sô! (risos)

E curta nossa página no Facebook: Desafiando Limites!

 

Que tal receber um aviso quando sair algo novo e interessante no blog?

Cadastre seu email e receba artigos que vão abençoar seu dia!