Jesus Cristo: o ponto da virada da história humana

Nenhum personagem que pisar na plataforma da história pode permanecer na presença do incomparável Cristo – o galã da história, o Diadema do universo, o cumprimento da profecia – o Salvador do mundo.

Cristo ofusca tudo.

centurium-cafarnaum

Ele é a voz humana em todas as músicas, a linha da graça em todas as esculturas, a mistura mais requintada de luz e sombra em todas as pinturas, o pináculo da conquista em todos os empreendimentos humanos.

Para o artista, Ele é o totalmente adorável.

Para o arquiteto, Ele é a principal pedra angular.

Para o astrônomo, Ele é a Brilhante Estrela da Manhã.

Para o padeiro, Ele é o Pão Vivo que desceu do Céu.

Para o biólogo, Ele é a vida.

Para o construtor, Ele é a Fundação Sólida.

Para o carpinteiro, Ele é a porta.

Para o médico, ele é o Médico dos médicos.

Para o educador, Ele é o Grande Mestre.

Para o engenheiro, Ele é o Novo e Vivo Caminho.

Para o geólogo, Ele é a Rocha das Eras.

Para o autor, Ele é a Palavra Viva.

Para o fazendeiro, Ele é o Semeador e o Senhor da Ciefa.

Para o florista, Ele é a Rosa de Sharon e o Lírio dos Vales.

Para o horticultor, Ele é a videira verdadeira.

Para o juiz, Ele é o Justo Juiz, o Juiz de toda a humanidade.

Para o jornalista, Ele é a Boa Nova de Grande Alegria.

Para o filósofo, Ele é a Sabedoria de Deus.

Para o pregador, Ele é a Palavra de Deus.

Para o estadista, Ele é o Desejado de Todas as Nações.

Para o trabalhador, ele é Aquele que dá descanso e repouso.

Para o pecador, Ele é o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo.

Para o cristão, Ele é o Filho do Deus vivo, o Salvador, o Redentor e o Senhor.

Para o discípulo, Ele é o comandante em chefe Quem nos dá as nossas ordens com clareza incondicional e inconfundível.

Ele é o Cristo, o Divino!

Veja Sua magnífica influência sobre os artistas.

Ele influenciou os projetistas da Abadia de Westminster, da Catedral de Canterbury e de Notre Dame.

Ele influenciou músicos como Bach, Beethoven, Handel e Mendelssohn.

Ele influenciou artistas como Titian, Rembrandt e Dürer.

Veja como Jesus influenciou a cronologia.

Por que você não observa o sábado adorando na sinagoga? É porque você acredita que Jesus ressuscitou dos mortos no domingo, e você o reverencia tanto que prefere o dia da ressurreição como seu sábado.

Como, Sr. Cético, você data suas cartas? Por que você não as data relembrando a primeira Olimpíada Grega? Ou a fundação de Roma? Da fuga de Maomé? Ou do nascimento de Buda?

Por que você data este dia como Natal em 25 de dezembro de 2018? Porque, segundo a cronologia aceita, Jesus de Belém nasceu há 2.018 anos. É por isso que ateus e crentes usam a expressão “A.D.” – Anno Domini – “no ano de nosso Senhor”. Ou, aqui no Brasil, como d.C. (depois de Cristo).

Todo almanaque na cristandade é um tributo à influência de Jesus.

Nossa admiração só cresce quando refletimos sobre isso:

Ele não escreveu nenhum livro, nenhum poema, nenhum drama, nenhuma filosofia

Ele não inventou nenhuma ferramenta ou instrumento

Ele não criou nenhuma lei para ser promulgada

Ele não descobriu tratamento ou remédio algum

Ele não delineou nenhuma filosofia que tratasse da mente ou do corpo

Ele não contribuiu para a geologia ou para a astronomia.

Em vez disso, ele permaneceu no final de Sua breve carreira terrena, condenado e abandonado, solitário e silencioso, totalmente indefeso, enfrentando um julgamento vergonhoso e uma execução impiedosa.

As eras vieram e se foram. Mas o filho do carpinteiro:

  • levantou os portões dos impérios de suas dobradiças,
  • transborbou os fluxos dos séculos fora de seus canais,
  • inspirou a literatura,
  • fez leis justas, governos humanos, maneiras gentis, até mesmo o mármore frio,
  • levou arte refinada para temas novos e divinos,
  • moldou essas catedrais, chamadas de “orações congeladas”
  • levou cientistas a dedicar seus livros e descobertas a ele.

Ele glorificou um instrumento de tortura que até a própria rainha, entre as belas mulheres, procura realçar sua beleza pendurando a cruz ao redor do pescoço, enquanto novas invenções e instituições parecem apenas letras em seu célebre discurso.

O Bebê de Belém é o contemporâneo de todos os tempos. O Homem do Calvário é o habitante de todas as terras. Em resumo, Cristo, o Divino, é o ponto de virada da história humana.

Ao celebrar, compartilhando as Boas Novas da Encarnação neste Natal com a família e os amigos, na Igreja e no trabalho, que o Espírito Santo o capacite e dê a você as palavras certas para falar Dele. Sua última ordenança continua sendo nossa primeira preocupação!

Tradução livre do texto Jesus Christ: The Turning Point of Human History do Dr. John E. Haggai.

 

Que tal receber um aviso quando sair algo novo e interessante no blog?

Cadastre seu email e receba artigos que vão abençoar seu dia!

Wallace

Just another little servant of the Lord Jesus Christ. Apenas mais um pequeno servo do Senhor Jesus Cristo. Editor do blog Desafiando Limites (http://wallysou.com). Crítico do cristianismo evangélico da prosperidade e pensador cristão amador.

Website: http://wallysou.com/

Faça seu comentário e enriqueça o post!

Olá, agradecemos sua visita e seu comentário. Sua opinião enriquece a discussão e é importante para nós, obrigado!