Uma reflexão antes de desistir

Uma reflexão antes de desistir

17/12/2008

por Wallace Circuncisão, do blog Desafiando Limites.

Uma reflexão torna-se necessária quando os sonhos parecem fracassar e as forças se exaurem, forçando-nos a desistir e desanimar, pensando que chegou o fim. É nessas horas que o Senhor chega com socorro, pois estava apenas esperando chegarmos ao fundo do poço, ao beco sem saída, à encruzilhada da vida, para sentarmos desolados e sem qualquer perspectiva e esperança, para então descobrimos que Ele é o socorro bem presente na hora da angústia e plenamente capaz de reverter nossos aparentes insucessos e eventuais fracassos em vitórias até então inimagináveis.




Aconteceu com José, ao sair do cárcere para o palácio. Da cela para o trono. Quem jamais pensaria tal coisa? Mas os planos de Deus são assim. Inescrutáveis. Sublimes. Surpreendentes. Então todas as lágrimas derramadas serão recompensadas com novas companheiras, mas desta vez de alegria incontrolável e incapazes de exprimir a gratidão de um coração consolado pelo Carpinteiro de Nazaré.

Sim, Ele sabe com endireitar aquilo que nasceu torto. Ele é capaz de transformar um rude tronco em um móvel luxuoso e útil, e valioso também, pois todo trabalho artesanal é mais valorizado. Leva tempo, dá trabalho, mas o resultado é totalmente compensador. E cada obra é única, incomparável, ímpar. Assim, desta mesma forma, Deus está trabalhando conosco, moldando-nos segundo Seus planos soberanos e perfeitos, para nos fazer alcançar os sublimes objetivos por Ele traçados para nós.

Não desista. Se Tomas Edison tivesse desistido após mais de 1.000 fracassos, não teríamos a lâmpada a nos iluminar. As suas trevas de hoje não hão de se comparar com a radiante luz que te espera. Se Abraham Lincoln tivesse desistido após perder eleições importantes em sua trajetória política, os Estados Unidos teriam perdido um de seus melhores presidentes de todos os tempos! Talvez seu fracasso de hoje seja porque Deus tem coisas melhores para você. Melhores e maiores. Se Lincoln tivesse ganho o pleito inicial, teria continuado a carreira política até culminar na presidência? Não sei, não sabemos, mas algo me diz que não. No mínimo, não teria ganho a experiência necessária para enfrentar com galhardia e êxito as crises nacionais que se abateram em seu mandato presidencial.

Se você desistir hoje, o que o mundo deixará de ganhar amanhã? O que Deus deixará de realizar através de você, e somente você? Quando o vaso se quebra, a responsabilidade de reconstruí-lo não é dele próprio, do vaso, mas sim do oleiro que o construiu, ou mesmo que permitiu que se quebrasse.

Descanse nas mãos do Oleiro e apenas observe como Ele pode juntar cacos aparentemente imprestáveis e transformá-los em algo novo e totalmente diferente daquilo que foi antes. Remodelado. Sem qualquer sombra das cicatrizes passadas, e mesmo que ainda sejam visíveis, serão de tal forma orientadas e ajustadas que se tornarão belas, como parte de um projeto bem definido e orquestrado.

Algumas telas dos grandes pintores parecem-se, inicialmente, com borrões de tinta para alguns, incapazes de reconhecer sua harmonia dentro de uma aparente confusão colorida. Mas essas mesmas obras alcançam milhões de dólares em leilões de arte, onde colecionadores meticulosos sabem muito bem avaliar os traços e compassos do gênio por trás do pincel, bem como do intento de sua mente fantástica.

Sua vida parece sem sentido? O Divino Mestre ainda não concluiu Sua obra em você. Seu projeto não foi ainda completado. Você faz parte de um Plano maior, onde cada peça se encaixa perfeitamente, e aquelas que ainda não encontraram seu devido lugar estão sendo transformadas, desgastadas, polidas, diminuídas, para se encaixarem na engrenagem principal.

Se as coisas parecem ter se estagnado, se pararam de repente, não se desespere. Talvez Deus esteja fazendo alguns ajustes em você para fazê-lo assumir um lugar mais importante, e para isso Ele precisa de um tempo. Deixe Deus trabalhar em você. Logo mais, você irá vê-lo trabalhando com você, para, afinal, trabalhar por você.

Enquanto isso, descanse sua mente e alma. Poupe o Oleiro de atrasos desnecessários, de mais tempo amassando o barro antes de tê-lo pronto para uma nova fôrma. O resultado final, você se surpreenderá, compensará todo o trabalho, todo o sofrimento, todas as lágrimas. Tudo. Você verá. Creia. Você verá.


O ano de 2005 foi muito difícil para mim: desempregado, desanimado e desesperançado.

Desempregado – e recém-casado -, pois havia pedido demissão para estudar para concursos;

Desanimado, pois havia falhado em minha primeira tentativa;

Desesperançado, pois achava que não iria conseguir sair daquela situação.

Criticado… minha esposa trabalhava o dia todo e estudava à noite, enquanto eu ficava em casa com o olhar perdido… Ainda sustentava a casa, com bicos e com uma pequena reserva financeira que, um dia, acabou.

Às vezes, o que mais precisamos é isso mesmo: de um beco sem saída, do fundo do poço, de uma encruzilhada sem saber para onde ir.

É nesses momentos cruciais que, muitas vezes, encontramos a força necessária para vencer, até então escondida no recôndito do nosso ser. É quando, também, nos voltamos mais para Deus, e descobrimos nEle a motivação e a inspiração para seguirmos avante, em Quem encontramos uma voz amiga e o incentivo para tentarmos mais uma vez. Geralmente, há outras vozes de incentivo, mas não damos muita atenção. Mas, quando chegamos aos becos-sem-saída da vida, Deus finalmente consegue nossa atenção. E, quando O ouvimos, alcançamos aquilo que tanto desejamos.

***

Hoje, após ser aprovado em um dos melhores concursos do país, um dos mais difíceis dos últimos tempos (os concursos estão ficando cada vez mais difíceis, e os concurseiros, cada vez melhores), de ver um sonho se tornando realidade, fico até pasmo ao ler novamente essa mensagem, escrita ao final de um ano de fracassos.

Hoje, após contabilizar inúmeros sucessos, que se iniciaram logo após a escrita desse texto, vejo que a diferença entre o perdedor e o vencedor reside, muitas vezes, na atitude pessoal. Muitos daqueles que consideramos heróis, foram apenas pessoas comuns que se dispuseram a fazer bem-feito e da melhor forma que podiam, aquilo que lhes foi designado. Cumpriram um dever.

Pergunte se eles se consideram heróis. A esmagadora maioria vai dizer que não. Talvez alguém me considere um “herói” por ter passado em vários concursos, e especialmente nesse último da CGU. Mas não é assim que me vejo. Eu me vejo como uma pessoa normal. A única coisa que eu fiz de anormal foi não desistir diante dos obstáculos, diante das lutas, diante da sensação de que era quase impossível continuar. E essas vezes não foram poucas.

Eu não sou detentor de nenhum talento especial, ou privilégios especiais. Se há alguma coisa de especial em minha vida, eu diria que não é nem a vontade férrea de vencer, mas uma determinação que pensava que não tinha: não desisitir sem tentar, não desistir antes da luta acabar, não desistir antes de ainda ter forças para continuar.

É isso um traço de herói? Talvez. Mas isso faz de mim um herói? Não sei. Mas, se fizer, não sou um herói solitário, de conquistas inimitáveis. Sou apenas mais um no meio de tantos. Se não desistir faz de você um herói, então meus pais são muito mais heróis do que eu. Meu pai não tem o 1º grau completo, pois teve que escolher entre estudar e sustentar a família, na roça, no meio do sertão, onde a água é escassa. Converse com ele hoje, ou leia um texto seu. Você vai se admirar, e jamais imaginará que seu passado foi construído em cima de dificuldades e privações.

Veja o exemplo de minha mãe. Igualmente morando no sertão, sendo uma das filhas mais velhas, ajudou a criar e cuidar de sua dezena de irmãos. Retornou aos estudos – supletivos – quando eu estava para concluir o 2º grau. Ela concluiu o 2º quando eu já estava formado havia vários anos. Hoje, ela faz faculdade, entrando na 3ª idade. Eu posso me considerar “herói” tendo esses exemplos, tão próximos de mim? Ainda que eu pudesse, não faria isso. Heróis de verdade são eles, cujos exemplos me inspiram, me emocionam e me surpreendem. Minhas conquistas, perto das deles, apequenam-se, diminuem, assim como eu também, voluntariamente, me diminuo diante de sua história de vida.

Se eu tenho algum objetivo para o futuro? Tenho. Ser um pai melhor do que o meu foi para mim. Se eu conseguir ser, pelo menos, igual a ele, o que já é uma tarefa gigantesca, me darei por satisfeito.

Eu rejeito a alcunha de “herói”, de “superior”, de “forte”. Eu sou apenas “comum, normal, inferior e fraco”, mas, consciente dessas limitações, tentei alcançar o máximo que podia com aquilo que eu tinha. Apenas isso, e nada mais que isso. Como cheguei aqui, então? Com a ajuda de Deus.

Ele não está interessado em grandes homens para honrar, mas em pessoas comuns para auxiliar a realizar grandes feitos. Eu sou apenas e tão somente isso: um “pequeno” através de quem Deus realizou grandes coisas.

Espero que essas singelas palavras possam tê-lo convencido de que é possível, apesar de tudo. Pode acreditar, se eu consegui, qualquer um consegue, fazendo apenas o que eu fiz: não desistir.

Se você gostar, não esqueça de avaliar (Gostei, curtir, Estrelas, +1) e indicar aos seus amigos.

Que Deus te abençoe.

E curta nossa página no Facebook: Desafiando Limites!

Fonte original, sem as alterações dos fatos de 2005: http://www.irmaos.com/artigos/?id=2345

 

Que tal receber um aviso quando sair algo novo e interessante no blog?

Cadastre seu email e receba artigos que vão abençoar seu dia!

Wallace

Just another little servant of the Lord Jesus Christ. Apenas mais um pequeno servo do Senhor Jesus Cristo. Editor do blog Desafiando Limites (http://wallysou.com). Crítico do cristianismo evangélico da prosperidade e pensador cristão amador.

Website: http://wallysou.com/

Faça seu comentário e enriqueça o post!

54 Comentários

  1. Pingback: 12 Passos Para Que Você Experimente o Extraordinário de Deus em Sua Vida - Desafiando Limites e Vencendo Barreiras at Desafiando Limites e Vencendo Barreiras

  2. Pingback: Wallysou invade a Tenda na Rocha (risos) - Desafiando Limites e Vencendo Barreiras at Desafiando Limites e Vencendo Barreiras

  3. Pingback: Vale a Pena Publicar Conteúdo Cristão na Web? - Desafiando Limites e Vencendo Barreiras at Desafiando Limites e Vencendo Barreiras

  4. Pingback: Histórias de vencedores [1] - Desafiando Limites e Vencendo Barreiras at Desafiando Limites e Vencendo Barreiras

  5. Diego Moreira

    Amigo, o seu texto é lindo e inspirador demais, diante de tantos problemas que venho enfrentando, essa leitura me fez retomar a vontade de seguir em frente, e superar os tantos obstáculos que estão no meu caminho, colocando Deus como meu guia e fazendo uso da sua eterna misericórdia.
    Deus continue te abençoando. Um grande abraço.

    • obg, Diego.

      Deus o abençoe e obg por comentar e deixar seu feedback.

      abs,

  6. Pingback: É possível viver sem dívidas? Ou melhor: é possível livrar-se das dívidas? - Desafiando Limites e Vencendo Barreiras at Desafiando Limites e Vencendo Barreiras

  7. Pingback: 3 Anos do blog Desafiando Limites: Retrospectiva e Perspectivas at Desafiando Limites e Vencendo Barreiras

  8. Pingback: Quando olhar para a cruz nos faz acertar o alvo e viver em retidão... at Desafiando Limites e Vencendo Barreiras

  9. Pingback: A unção de Deus nos transforma gradativamente - Desafiando Limites at Desafiando Limites e Vencendo Barreiras

  10. Pingback: 8 Valiosas Lições Que Farão de Você um Vencedor - Desafiando Limites

  11. Pingback: Dores e prazeres de ser um blogueiro cristão

  12. Pingback: O que eu vou ganhar crendo nas promessas de Deus? - Desafiando Limites

  13. Pingback: Amanhã, Deus vai mudar a sua vida por completo - Desafiando Limites

  14. Pingback: Conselhos práticos para uma vida mais feliz - Desafiando Limites

  15. Edioney

    Me fez lembrar de minha mãe que foi assistente social em nossa cidade com apenas o primario. Seus post são motivação total. O dia que passo ser vizitar o blog parece que vou sentir um treco. pra quem não gostava muito de ler estou habituando. Quero que tudo que tenho lido seja proveitoso em minha vida. Valeu jovem!!!

    • obg, Edi.

      seus comentários tb nos estimulam a continuar escrevendo.

      qdo gostar de um post, peço que avalie e compartilhe tb, ok amado?

      gde abço,

      Deus abençoe.

  16. Pingback: Deixando o passado para trás at Desafiando Limites e Vencendo Barreiras

  17. Pingback: Como medir a relevância e influência de seu blog? at Desafiando Limites e Vencendo Barreiras

  18. Pingback: É Possível Ser Feliz e Produtivo na 3ª Idade? at Desafiando Limites e Vencendo Barreiras

  19. Pingback: Analisando a vida de um vencedor, encontrei apenas um ex-perdedor! at Desafiando Limites e Vencendo Barreiras

  20. Pingback: 3 Atitudes Vitoriosas que farão diferença em sua vida at Desafiando Limites e Vencendo Barreiras

  21. Pingback: Lições à beira do tanque de Betesda at Desafiando Limites e Vencendo Barreiras

  22. Pingback: Aprendendo com a mudança

  23. Pingback: Cuidado com o excesso de estrume em sua vida! at Desafiando Limites e Vencendo Barreiras

  24. Pingback: Sete lições que a mudança me ensinou at Desafiando Limites e Vencendo Barreiras

  25. Pingback: Aprendizado movido a mudanças… : TI & Informática para Concursos Públicos

  26. Pingback: Prosperidade em meio à crise – revelando o caminho das pedras at Desafiando Limites e Vencendo Barreiras

  27. Pingback: Não tenha medo da concorrência e das dificuldades at Desafiando Limites e Vencendo Barreiras

  28. Pingback: Uma reflexão antes de desisitir – nova edição at Desafiando Limites e Vencendo Barreiras

  29. Pingback: Ânimo, o agente ativador do ser at Desafiando Limites e Vencendo Barreiras

  30. Pingback: Quando tudo der errado...Persista! | Autoridade Crista

  31. Pingback: Que saudade do Pr. Silas Malafaia de antigamente… at Desafiando Limites e Vencendo Barreiras

  32. Pingback: Ressuscita o Meu Sonho – Regis Danese at Desafiando Limites e Vencendo Barreiras

  33. Pingback: 9 razões para persistir quando as coisas insistem em dar errado at Desafiando Limites e Vencendo Barreiras

  34. Pingback: 9 razões para persistir quando as coisas insistem em dar errado : TI & Informática para Concursos Públicos

  35. Pingback: Tenha cuidado ao regar seus sonhos at Desafiando Limites e Vencendo Barreiras

  36. Paulo

    Um excelente texto que fala ao coração e a alma. Vc é um cara usado por Deus para falar à vida das pessoas. Deus te abençoe!

  37. Gracie

    Quando estou um pouco abatida, gosto de ler esse post, pois ele me reanima e me motiva.
    Obrigada

    • sabe, às vezes, eu também… risos

      já comentou no post para concorrer à Bíblia?

  38. Pingback: Entrevista com o blogueiro : TI & Informática para Concursos Públicos

  39. Pingback: Entrevista com o blogueiro – 2 at Desafiando Limites e Vencendo Barreiras

  40. Pingback: Ainda não foi desta vez – parte 2 : TI & Informática para Concursos Públicos

  41. Pingback: Ainda não foi desta vez – parte 2

  42. Rafael Gomide

    Texto lindo kra, mano por acaso entrei nesse site e era o que precisava ouvir, por acaso quando estava lendo estava ouvindo a musica marca da promessa, tenho certeza que isso não foi por acaso.

    fica com Deus.

    • wallysou

      obg, Rafael, pelo retorno, Deus o abençoe e lhe conceda a realização de seus sonhos.

      abs.

  43. Pingback: Histórias de vencedores [1] : TI & Informática para Concursos Públicos

  44. Thaís

    Muito legal.
    Obrigada por compartilhar conosco.

  45. Pingback: Que saudade do Pr. Silas Malafaia de antigamente… « Desafiando Limites e Vencendo Barreiras!

  46. Diego

    Lindas palavras! Realmente motivadoras… Estava precisando ler isso no dia de hoje.
    Talvez o Senhor tenha me trazido por esse caminho, me entregando esse texto justamente por perceber isso.
    Obrigado!

  47. Jaqueline

    Grandes coisas fez, faz e fará o Senhor por nós. Por isso ficamos/somos alegres.

  48. Pingback: Uma reflexão antes de desistir : TI & Informática para Concursos Públicos

  49. salma

    Valeu, Wally. Sua experiência é linda. E vale a pena passá-la p/ frente. Muitas pessoas serão, como eu estou sendo, encorajadas a continuar lutando até ver o final da luta. Se morrer, que morra lutando.

Olá, agradecemos sua visita e seu comentário. Sua opinião enriquece a discussão e é importante para nós, obrigado!