Crentes vegetais – tipos de crentes que vemos por aí…

Somos lavoura de Deus

A Bíblia diz que somos lavoura de Deus, então quero explorar um pouco desses possíveis frutos.

O primeiro a ser tratado é o crente-chuchu:

pouca opinião própria

O crente chuchu não tem uma opinião firmada, e se deixa contaminar ou influenciar pelas alheias.

Esse é o crente chuchu, pouco sabor próprio e muita capacidade de absorção dos sabores estranhos à sua natureza.

Seu principal defeito é não se posicionar defendendo a fé que diz professar.

O representante seguinte da lavoura divina é o crente-beterraba:

esse tem sangue carmesim correndo pelas veias

O crente beterraba é aquele que tem o Sangue remidor bem presente nas veias.

Diferentemente do crente chuchu, esse, além de se posicionar sobre o que crê, também espalha as boas novas.

É assim que deve ser o crente, tal como a beterraba, que influencia, ao invés de ser influenciada.

A seguir, o crente-cenoura:

esse tem o dourado das ruas de ouro da cidade celestial

O crente cenoura é aquele que tem os olhos no que é eterno, ou seja, nas coisas celestiais, no que é de cima e não de baixo.

Além disso, é humilde e cresce por baixo da terra, acumulando vitaminas para alimentar vidas famintas.

Agora, o crente-limão:

Azedo, mas, quando bem trabalhado, fica um doce

O crente limão é aquele sujeito azedo, reclamão, mas que, após uma situação tribulosa, que machuca, mói, vira um doce.

Esse tipo de crente é necessário para fazer diferença na vida das pessoas, tanto para aprender a lidar com diferenças como enxergar como as pessoas pode ter um lado doce por trás de um aparente azedume.

E o terror dos que não gostam de constrangimento, o crente-pimenta:

típico crente que faz arder quem toca nele.

O crente pimenta é uma coletânea de coisas: uns têm a cor do Sangue, mas tem opiniões muito fortes, que precisam ser experimentadas aos poucos e moderadamente.

Têm os verdes, esperançosos, os amarelos, d’jou, d’jou outro mundo e d’jouro, mas sua principal característica é que não é preciso muito para fazer bastante diferença.

E você, concorda ou discorda da quitanda? Tem algo a acrescentar ou retirar?

Foi inspirado em conversa com minha amiga Kelly.

E curta nossa página no Facebook: Desafiando Limites!

 

Que tal receber um aviso quando sair algo novo e interessante no blog?

Cadastre seu email e receba artigos que vão abençoar seu dia!

Wallace

Just another little servant of the Lord Jesus Christ. Apenas mais um pequeno servo do Senhor Jesus Cristo. Editor do blog Desafiando Limites (http://wallysou.com). Crítico do cristianismo evangélico da prosperidade e pensador cristão amador.

Website: http://wallysou.com/

Faça seu comentário e enriqueça o post!

3 Comentários

  1. Pingback: Cuidado com o excesso de estrume em sua vida! at Desafiando Limites e Vencendo Barreiras

  2. Amei a criatividade na reflexão "Crente vegetais". Você soube perfeitamente fazer comparações entre as características dos vegetais e as atitudes dos cristãos. ´Ficaría ainda mais convicente se tivesse relacionado um versículo bíblico para comprovar cada atitude cristã.
    Parabéns.
    Edenícia

    • oi amada, apz.

      obg pela dica, esse feedback foi muito interessante.

      Deus abençoe, querida.

      apz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *