rocky creed

Que lições de vida eu aprendo com o filme CREED – Nascido Para Lutar?

Todos os que competem nos jogos se submetem a um treinamento rigoroso, para obter uma coroa que logo perece; mas nós o fazemos para ganhar uma coroa que dura para sempre. Sendo assim, não corro como quem corre sem alvo, e não luto como quem esmurra o ar. 1 Coríntios 9:25,26

Estou escrevendo este texto que pretendo não ser extenso além do necessário e, espero também, seja útil a todo aquele que o ler. Antes de tudo, deixe-me dizer algumas coisas importantes a você, caro leitor: neste post tentarei não dar nenhum spoiler (é mais difícil do que eu pensava) do filme Creed – Nascido para lutar, mas tenho certeza que você vai perceber o que eu digo quando o assistir, isso se já não o tiver feito.

Em segundo lugar, é válido pontuar que o filme traz em seu bojo muito daquilo que chamamos de valores cristãos, ou seja, a valorização da amizade, do companheirismo, o incentivo ao esforço, à dedicação, a trabalhar com foco em resultados, a valorizar o próximo, enfim, há muita coisa boa pra se ver no filme. Mas, adianto, não se iluda porque, é claro, não é um filme com foco – exclusivamente – cristão.

Por fim, pude perceber também (se eu não viajei na maionese) o intuito de Sylvester Stalone de querer passar uma mensagem de esperança, uma mensagem positiva para uma geração cada vez mais divorciada da realidade nua e crua que vivemos, para uma sociedade cada vez mais hedonista e egoísta. Se eu fosse bom em crítica cinematográfica, eu arriscaria dizer que Stalone fez esse como seu último filme em que gostaria de ser lembrado.

Em suma, é um filme que vale a pena assistir, até porque não é previsível. Ok, só um pouco, mas não estraga a experiência. Todo filme previsível, aliás, é como se você fosse assistir com alguém do lado contando a história antes de ela acontecer. Mas, não é assim mesmo? Pois então…

Que tal receber um aviso quando sair algo novo e interessante no blog?

Cadastre seu email e receba artigos que vão abençoar seu dia!

Ok, agora que passei as advertências principais, seguem as lições que podem ser aprendidas com o filme Creed! E gostaria de acrescentar que estas lições que percebi não são exaustivas, podem ter outras. Se você viu outras além destas, sinta-se à vontade para compartilhar conosco!

Vamos às lições!

1. Se a vida bate em você, bata nela de volta!

Bem no começo do filme Creed, pode-se ver cenas de uma briga entre os internos de um reformatório juvenil. Lá, um jovem maior derruba um menor e começa a esmurrá-lo no chão. Depois de levar algumas pancadas, o rapaz menor reage e vira o jogo para cima do maior, derrubando-o e revida enchendo a cara do outro de porrada! Desculpem, não resisti, eu tinha que relembrar meus tempos de outrora e dar vazão aos meus mais primitivos instintos (risos). Mas, a bem da verdade, eu apanhei muito mais do que bati… ‘suspiro’

Mas, a lição que fica é que muitas vezes a vida não é justa e nos atinge com golpes baixos e potentes, machucando-nos e nos deixando, literalmente, pra baixo. Mas, se existe uma coisa certa nessa vida além da morte é que só vence quem luta, só ganha batalha quem entra na briga. É bem verdade que nem todos que lutam vencem. Mas, todos que desistem da luta já perderam!

Portanto, lute! E se a vida lhe bater e tentar lhe derrubar, bate nela de volta!

2. Seu passado impacta seu futuro, mas não o determina!

Uma coisa que vejo quase todo dia, em vários lugares e de várias formas é que muitas pessoas, mas muitas mesmo, vivem suas vidas amarradas ao passado, como se seu presente estivesse travado por conta de seu passado triste e desagradável! Ora, é claro que nosso passado atrapalha, quanto a isso não restam dúvidas!

Leia também: Deixando o passado para trás

Mas, do mesmo modo como um “bom” passado não lhe dá garantia de sucesso, um passado ruim também não é um obstáculo insuperável para que você venha a se tornar um vencedor! Ou seja, você não é obrigado a viver escravo do seu passado! Portanto, é preciso que você tenha em mente e foque nisso: seu futuro será determinado muito mais pelo que você faz ou deixa de fazer HOJE do que aquilo que aconteceu ou que fizeram com você ONTEM!

Para de olhar para trás e ponha seus olhos no futuro! Afinal, onde é que você quer estar vivendo daqui a alguns anos: no seu passado ou no seu futuro?

3. Pare de perder tempo e descubra logo sua vocação!

Uma coisa que pude perceber claramente no filme Creed e que talvez mexa com muitos que assistiram ou que ainda vão assisti-lo é que o rapaz não é acomodado. Ele tinha tudo o que qualquer um poderia querer, mas resolveu abrir mão daquilo que muitos lutam a vida toda para obter.

E por quê? Porque ele tinha um projeto de vida, ele nutria um sonho: fazer aquilo que ele sentia que havia nascido para fazer! Há muitas pessoas frustradas mundo afora, e eu me arrisco a dizer que são pessoas que não tiveram a coragem e ousadia suficientes para correrem atrás de seus sonhos e viverem uma vida de realização plena.

Leia também: Dicas práticas para que você fique mais inteligente! Está gostando do post? Assine nosso blog!

Que tal receber um aviso quando sair algo novo e interessante no blog?

Cadastre seu email e receba artigos que vão abençoar seu dia!

Sabe, correr atrás de seu sonho não quer dizer que não haverá lutas, que será tudo às mil maravilhas! Não, senhor! Haverá muitas lutas sim senhor! Mas, você se sentirá realizado lutando por aquilo que acredita e que dá sentido a sua vida e, no fim das contas, o que é viver senão lutar pelo que acreditamos, não é mesmo?

4. Quer realizar seus sonhos? Prepare-se para a renúncia!

Em um determinado ponto do filme, o protagonista que, nesse momento, desfruta de uma posição profissional invejável, se vê diante de um dilema: continuar fazendo aquilo que lhe dá conforto, mas não realização, ou abrir mão do conforto e sair em busca de seu sonho.

Muitas pessoas não realizam seus sonhos simplesmente por falta de ousadia ou excesso de medo em abrir mão daquilo que ele já conquistou (no caso do filme, do que lhe foi dado) e depois ficam o resto da vida se martirizando: “e se eu tivesse feito assim… e se eu tivesse tido coragem… e se isso… e se aquilo… e se…”

Meu caro leitor, em algum momento, se você quiser mesmo conquistar algo extraordinário, será preciso fazer algo inédito em sua vida. Eu mesmo já passei por isso algum tempo atrás, e isso foi a coisa mais maluca que eu já fiz até agora na vida! E eu sofri bastante também, mas olhando hoje, percebo que eu estaria me odiando se não tivesse tomado a decisão que tomei. Portanto, analise bem o que você quer atingir e pese o quanto você está disposto a renunciar para conquistar seu objetivo.

No pain, no gain“, diz o ditado em inglês: sem dor (renúncia), sem ganho (conquista)!

5. Cair não é o problema… O problema é ficar acomodado no chão!

Bem, o filme é de boxe, certo? Ou seja, porrada pra todo lado, indo e voltando. Uma das consequências naturais de entrar numa briga onde a porrada come solta (olha a gíria, irmão! haha) é que você pode levar uma e cair estatelado no chão. A ideia é que seja o outro a cair mas, às vezes, é você quem leva a pior uma vez ou outra, não é verdade?

Leia também: Contando as derrotas que me fazem subir cada vez mais

Pois então, a grande lição que aprendemos aqui é que se levarmos uma pancada forte e formos derrubados, isso faz parte do jogo! Cair não é o problema! O problema é cair e ficar se lamentando no chão, choramingando sobre o leite derramado! Não, nós podemos cair, sermos derrubados, mas isso não deve ser desculpa para que alguém olhe pra gente e diga: “tá lá, o corpo estirado no chão!”, em homenagem ao saudoso locutor Sílvio Luís.

Se cair, levante, bata a poeira e dê a volta por cima! O verdadeiro vencedor não é aquele que nunca foi derrubado ou derrotado, mas sim aquele que se levanta todas as vezes que é derrubado!

6. Não sacrifique as pessoas para conquistar as coisas.

Em determinado ponto do filme uma cena me chamou a atenção. Foi assim, o Adônis… ops! quase que eu entrego o ouro agora (risos)! Então, reformulando a frase pra não estragar o filme pra quem não assistiu ainda, ok? Voltando ao ponto, tentando não dar spoiler: em determinada cena, uma decisão precisa ser tomada e, dependendo do que for decidido, haverá prejuízo para alguém. Mas, se for decidido de uma forma, o prejuízo será de ALGO, e se for de outra forma, ALGUÉM sairá no prejuízo. Você descobrirá o que aconteceu vendo o filme, ok?

Mas, agora nossa vida real, não a de Hollywood: quantas vezes temos que tomar decisões que trarão impacto ou na vida ou nos projetos de alguém, não é mesmo? Mas, se você tem que escolher entre optar por favorecer alguém ainda que isso lhe custe algo, o que você decide? Na teoria, parece fácil decidir, não é? Mas, na prática, tudo fica mais complicado.

Leia também: 9 razões pra insistir quando as coisas insistem em dar errado!

Todavia, mesmo que a decisão mais correta seja a mais difícil de ser posta em prática, fugir dela ou fingir que ela não existe não vai trazer alívio à nossa consciência quando tivermos que prestar contas mais tarde! Portanto, por mais difícil que seja optar pelas pessoas em detrimento das coisas, escolha fazer o certo e tente se colocar no lugar do outro quando for complicado decidir o que fazer.

Lembre-se: nenhuma conquista ou realização material compensa um prejuízo ou perda pessoal.

Que tal receber um aviso quando sair algo novo e interessante no blog?

Cadastre seu email e receba artigos que vão abençoar seu dia!

7. A maior vitória na vida é vencer a si mesmo!

Eu acho que essa é uma das grandes lições do filme, e é uma que mexeu comigo. Talvez tenha mexido tanto porque eu sei que é verdade e porque eu vivo isso todos os dias. Todos. os. dias. Todo dia é um dia que preciso vencer a mim mesmo, vencer o mal que habita em mim e que tenta me tragar e ludibriar todo dia.

E o dia que eu não vigio, eu saio derrotado. Perco para mim mesmo. E quando ganho não posso baixar a guarda porque meu inimigo mais feroz e traiçoeiro está à espreita, esperando meu mais singelo deslize para me derrubar. O mal que nos assola é, muitas vezes, como nossa própria sombra a nos perseguir, algo de que não podemos nos desvencilhar e nos vermos livre disso.

Leia também: Uma reflexão antes de desistir

E nessa dura batalha de todo dia, eu percebo que a maior vitória não é quando eu venço outra pessoa, mas a grande e maior satisfação é quando você consegue vencer a si mesmo! E existem muitas formas de vencer a si mesmo, assim como também existem muitas de sair derrotado para você mesmo. Vencer a si mesmo é o que podemos chamar de superação. Perder para si mesmo é o mesmo que desistir, abrir mão de nossos sonhos e valores.

Vou dizer algo que está no filme mas não vai deixar você com raiva: Rocky chega para Adônis e diz,

“o que você está vendo quando soca diante do espelho? Que ele bate de volta. Pois bem, saiba que ele é seu pior inimigo. Tente se desviar quando ele bater de volta!”

Agora que você já sabe quem é o seu maior inimigo, quem é capaz de derrotar você num piscar de olhos, não dê mole pra ele, porque ele não vai perdoar seu vacilo!

A fórmula do sucesso não tem segredo! Sim, estou dizendo a verdade!

Eu poderia estar, neste momento, vendendo para você algum produto ou serviço milagroso, oferecendo uma fórmula fantástica que lhe traria a estonteante promessa de lhe capacitar para vencer todos os seus obstáculos com facilidade e em pouco tempo.

Só tem um problema, eu estaria mentindo, e muito, pra você. E de uma forma desonesta, desagradável e miserável, ou seja, depois de ter conquistado sua confiança por ter falado verdades, o que é pior.

Mas, pra ir direto ao ponto, a fórmula do sucesso é bem simples de entender, então preste atenção, ok? Se você quer ser bem-sucedido, se quer ter sucesso, é só colocar os seguintes ingredientes na receita: bastante dedicação, outro tanto de esforço bem direcionado e perseverança à vontade pra não desistir quando o fogo inflamar.

Se você seguir a receita acima, o sucesso virá. Não será tão rápido, mas ele virá sim e você poderá desfrutar dele, EU AGARANTCHÔ!

Gostou do post? Comente! Não gostou? Xingue muito! Fale mal, mas fale de mim (haha)! Encontrou algum erro no post, comente onde ele está que corrigiremos sem problema! Aliás, agradecemos de coração suas críticas e sugestões.

Avalie e compartilhe o post com seus amigos, não deixe passar essa oportunidade de fazer eles passarem raiva também!

Um grande abraço e volte sempre!

 

Que tal receber um aviso quando sair algo novo e interessante no blog?

Cadastre seu email e receba artigos que vão abençoar seu dia!